• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Oficiais da Marinha Americana foram obrigados por ''desconhecidos'' a apagar vídeos de OVNI

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      21/11/19 às 13h06

A existência de vida extraterrestres ainda é um mistério que tentamos solucionar. E qualquer indício disso se torna uma grande polêmica. Agora, alguns oficiais da Marinha Americana, que dizem terem testemunhado o encontro com o OVNI de Nimitz, em 2004, afirmam que "indivíduos desconhecidos" apareceram logo depois do evento. Segundo os oficias, eles teriam os forçado a entregar todas as gravações de dados e vídeos do momento.

Em novembro de 2004, um cruzador de mísseis da Marinha detectou estranhos sinais de radar, emanando de um objeto estranho no céu. Os sinais eram erráticos e não pareciam, em nada, com os emitidos por aeronaves já conhecidas. Então, a Marinha enviou caças para observar mais de perto o tal objeto. Eles até conseguiram gravar um vídeo embaçado em preto e branco. Para o desprazer do governo americano, esse vídeo foi divulgado em 2017, junto a outros dois avistamentos de OVNIs posteriores.

Recentemente, essa história ganhou mais um capítulo. Isso porque cinco veteranos da Marinha falaram abertamente sobre a experiência marcante à revista Popular Mechanics. Foi nessa entrevista, que eles contaram mais sobre os misteriosos indivíduos que fizeram eles apagarem os registros feitos do OVNI.

O encontro 

Os sinais atípicos de radar partiam de um objeto estranho, que mudava constantemente de altitude. Em alguns momentos ele espreitava a 24 mil metros, outras vezes pairavam a 9 mil metros. O OVNI, que no caso é um objeto voador não identificado. E que não necessariamente precisa ter uma ligação com extraterrestres, foi chamado de "Tic Tac". Segundo Gary Voorhis, um dos veteranos, o tal objeto voador emitia um brilho de fósforo e disparava em várias direções. Ele conta que observou claramente o OVNI por meio de binóculos do navio.

Voorhis ainda conta que algum tempo depois que os oficias gravaram os sinais de rádio, duas pessoas apareceram em um helicóptero. Cerca de 20 minutos depois, a cadeia de comando de Voorhis, disse para eles entregarem todas as gravações de dados. Além disso, sua cadeia de comando disse para excluir as gravações do navio. "Eles até me disseram para apagar tudo o que estava na loja, inclusive as fitas em branco", contou o veterano à Popular Mechanics.

O mesmo aconteceu com o suboficial Patrick Hughes, que era técnico de aviação do navio. Ele contou que seu comandante e dois homens desconhecidos os forçaram a entregar todos os discos rígidos do avião.

Contradições

Indo contra essas afirmações, o comandante David Fravor, um dos pilotos que teve uma visão mais próxima do Tic Tac em um avião de combate, tem uma história um pouco diferente do tal evento. Anteriormente, Fravor afirmou que os vídeos do OVNI desaparecerem, não por causa de "indivíduos desconhecidos", mas porque alguém gravou sobre eles, provavelmente por engano.

Fravor disse em entrevista antiga ao The New York Times que ele o tenente coronel Jim Slaight avistaram o objeto que tinha cerca de 12 metros de comprimento. E lembra ainda que quando saíram do avião de caça, o objeto subiu para encontra-los. Mas que se afastou abruptamente e desapareceu sem deixar pistas.

O fato é que os detalhes do que realmente aconteceu em 2004, tanto no céu quanto no mar, permanecem cheios de contradições.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+