icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


Os 7 animais mais perigosos que já fugiram de cativeiros

POR Rafael Miranda    EM Mundo Animal      02/07/18 às 16h42
capa do post Os 7 animais mais perigosos que já fugiram de cativeiros

Muitos animais selvagens costumam ser mantidos em zonas especiais para que seja evitado o contato com humanos. Geralmente esses cativeiros são bem protegidos para manter-se uma convivência pacífica.

O ser humano ao longo da história já tentou domesticar diversos tipos de animais e nem sempre isso deu certo. O comportamento feroz de muitas espécies se sobressaiu às tentativas de domesticação e isso ficou provado em várias tragédias e casos envolvendo animais exóticos que fugiram de seus cativeiros.

Já lemos muitas notícias de animais que fugiram de zoológicos, áreas de preservação, cativeiros e que causaram uma verdadeira confusão. Isso sem contar as tragédias envolvendo esses bichos. Pensando nisso, a Fatos Desconhecidos traz a seguir alguns casos de animais perigosos que fugiram de seus cativeiros e causaram grandes problemas.

1 - Águia

Em 1965, uma águia dourada chamada Goldie escapou do zoológico Regent's Park, localizado em Londres. Após cinco anos vivendo no local, Goldie escapou enquanto a gaiola estava sendo limpa.

A águia se tornou uma sensação nacional durante os 12 dias em que ficou livre. Há relatos de cerca de mil pessoas que se reuniram para ver os diversos profissionais capturarem o animal.

Goldie foi capturada por um homem que a atraiu com restos de um coelho morto. Ele caminhou em silêncio até o pássaro e pegou-o com as próprias mãos. Depois disso o animal retornou ao zoológico e se tornou um verdadeiro fenômeno. Goldie escapou novamente no mesmo ano mas foi recapturada em quatro dias.

2 - Boi de camurça

Os bois de camurça são animais que podem ser encontrados com facilidade no Butão, em Myanmar, no norte da Índia e no sul da China. Eles vivem em cadeias de montanhas com altitudes de 1.500 a 3.600 metros. Sua população na natureza está diminuindo gradualmente devido à caça. Em maio de 2018, um boi de camurça de 363 kg escapou de um zoológico de Rhode Island. O animal correu por uma hora antes de ser capturado e sedado.

Dois funcionários sofreram ferimentos leves durante a caçada. A fuga foi ocasionada por causa de uma equipe veterinária que entrou no recinto do animal para fazer um procedimento rotineiro. O animal tentou atacar várias vezes as portas reforçadas até conseguir sair do seu recinto e percorrer os terrenos da instalação. O bicho chegou ao zoológico em 2012 e nunca havia escapado antes.

3 - Píton-africana

Na maioria dos casos, os animais que encontram uma saída para o cativeiro não causam danos significativos antes de sua recaptura. Infelizmente, esse não foi o caso de uma píton-africana que escapou de um pet shop no Canadá em 2013. A cobra de assustadores 4,3 metros estrangulou dois irmãos, com idades entre cinco e sete anos. Isso ocorreu pois a cobra entrou no quarto dos meninos através de um sistema de ventilação.

As crianças estavam dormindo no apartamento de seus amigos, que ficava justamente acima da loja de animais. O dono da loja,  era pai dos amigos das crianças mortas, e descobriu seus corpos na manhã seguinte. Seu próprio filho, por sorte, tinha dormido em um quarto diferente e ficou ileso aos ataques da cobra.

4 - Crocodilo

Crocodilos são animais que não se espera que fujam de um cativeiro. Seu tamanho e mobilidade lenta em terra faz com que eles dificilmente passem despercebidos. Mas, isso aconteceu. No início de 2017, nada menos que 10 crocodilos conseguiram sair de um zoológico depois que o sul da Tailândia foi atingido por uma inundação. Alguns dos animais mediam até 5 metros de comprimento.

E não foram só crocodilos que fugiram por causa desse desastre natural. Há relatos de cervos e espécies raras de aves que escaparam de seus cativeiros. As autoridades locais alertaram os moradores para serem cautelosos devido ao grande número de animais que escaparam. Tentativas de localizar os répteis foram mal sucedidas devido à mudança do nível da água na região.

5 - Lobo

Em janeiro de 2018, um lobo chamado Torak fugiu do local em que ficava numa reserva chamada Wolf Conservation Trust. Ele conseguiu sua liberdade depois que seu cercado foi danificado por uma forte ventania. No entanto, a reserva afirmou que alguém pode ter deixado o portão aberto deliberadamente. O lobo foi recapturado seis horas depois. De acordo com o relatório da polícia local, o animal viajou cerca de 13 quilômetros antes de ser pego.

Em um incidente diferente, um lobo que escapou do Cotswold Wildlife Park em 2017 não teve tanta sorte. Os visitantes do parque de Oxfordshire foram instruídos a permanecer dentro de casa depois que o animal, chamado Ember, fugiu. A equipe de captura tentou tranquilizar Ember, mas o lobo estava fora de alcance e perto de uma estrada movimentada. Infelizmente o lobo recebeu vários disparos de arma de fogo. No início daquele ano, Ember, que era uma fêmea, deu à luz cinco filhotes, que foram os primeiros lobos a nascerem no parque. A morte do animal resultou em muitas críticas, mas o parque afirmou que não havia melhor maneira de garantir a segurança dos visitantes e do público.

6 - Gorila

Um gorila chamado Kumbuka escapou do Zoológico de Londres em 2016. O local se recusou a revelar mais informações sobre o incidente mas um detalhe que não passou despercebido é que o gorila não quebrou nenhum vidro nem forçou a saída do recinto. Apesar do animal ser descrito como um "gigante gentil" , os visitantes foram ordenados a se esconderem em prédios quando o macaco de 184 quilos escapou.

Kumbuka foi tranquilizado e retornou ao seu recinto dentro de meia hora. Ninguém sofreu ferimentos durante a fuga e o zoológico afirmou que nenhum dos visitantes estava em perigo, já queo gorila nunca havia deixado a área de funcionários.

7 - Elefante

Um circo em Baraboo, Wisconsin, causou uma verdadeira confusão ao deixar um elefante escapar da atração. Kelly, um elefante asiático de 3.810 kg, escapou do circo e decidiu fazer uma bela refeição ao comer algumas plantas que estavam próximas da região. Seu passeio pelo bairro onde estava o circo teve inúmeros gritos de pessoas assustadas.

Outro detalhe importante é que a fuga de Kelly foi assistida por Isla, outro elefante. Apesar da confusão, tudo o que precisou ser feito para levar o elefante de volta ao seu recinto foi chamar o seu nome. E assim fez o treinador de Kelly. O simpático animal retornou ao circo enquanto mordiscava mais algumas plantas pelo caminho.


Próxima Matéria
avatar Rafael Miranda
Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest