icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Paleontólogos descobrem osso de meia tonelada pertencente ao maior dinossauro que já viveu

POR Arthur Porto EM Curiosidades 26/07/19 às 19h17

capa do post Paleontólogos descobrem osso de meia tonelada pertencente ao maior dinossauro que já viveu

Os dinossauros viveram na Terra no início do período Jurássico, há exatamente 225 milhões de anos, até o final do período Cretáceo, por volta de 65 milhões de anos atrás. A divergência dos arcossauros aconteceu há cerca de 230 milhões de anos atrás, no período Triássico, quando a extinção Permo-Triássica eliminou aproximadamente 95% da vida existente na Terra. A palavra Dinossauro, no entanto, foi usada pela primeira vez pelo paleontólogo e anatomista inglês, Richard Owen, em 1842.

Mesmo tendo sido eliminados da Terra, os Dinossauros seguem sendo objeto de estudo de diversos cientistas. E vira e mexe, aparece uma novidade sobre esses seres. Quer saber da última? Prepare-se porque é de deixar qualquer um de boca aberta. Paleontologistas acabam de desenterrar, no sudoeste da França, um osso de dinossauro de dois metros.

Acredita-se que o osso, que pesa cerca de meia tonelada, pertencia a um dinossauro saurópode gigante. A uma espécie de dinossauros, a quem o osso pertence, possuía uma dieta rica em plantas. O saurópode, para quem não sabe, é aquele que possui o pescoço longo. É considerada também a maior espécie de animais que já andaram na Terra.

De acordo com os pesquisadores, o osso, desenterrado de um local rico em fósseis, tem cerca de 140 milhões de anos. A área, localizada perto da cidade de Cognac, teria sido um pântano na época em que o dinossauro gigante viveu. A área é única em toda a Europa, já tendo revelado cerca de 7.500 ossos, pertencentes a 45 espécies diferentes de dinossauros. As escavações ocorrem na área desde 2010.

Os paleontologistas têm trabalhado para reconstituir um esqueleto saurópode. Até o momento, a equipe de cientistas já reconstruiu 50% dele.

Brasil

Os dinossauros não existiram apenas na Europa, tá? Neste ano, cientistas também descobriram uma nova espécie de dinossauro. Sabe onde? No Paraná. De acordo com especialistas, o animal tinha uma garra no pé, em formato de lâmina. Acredita-se que a espécie descoberta era de um grupo de dinossauros carnívoros, que se alimentavam de pequenos animais.

O animal possuía cerca de 80 centímetros de altura e 1,5 metros de comprimento. Isso significa que o dinossauro era pequeno, com braços curtos e bípede (cujo peso do corpo se sustenta no dedo central dos pés). A espécie descoberta ganhou o nome de Vespersaurus paranaensis. É considerado um espécime inédito no mundo, ainda mais por ter sido encontrado na região de Cruzeiro do Oeste, município de 21 mil habitantes, no Noroeste do estado.

Até o momento, foi o único dinossauro que pode ter vivido em terras brasileiras. Estudos indicam que o animal teria vivido aqui, há cerca 90 milhões de anos, no período Cretáceo. A espécie foi encontrada no mesmo sítio paleontológico em que descobriram o lagarto Gueragama sulamericana e outros indivíduos do pterossauro Caiuajara debruskii. O nome saiu da junção de vésper (oeste, em latim, como homenagem à cidade em que ele foi encontrado) e saurus (lagarto, também em latim).

O Vespersaurus paranaensis pertence ao subgrupo Noasaurinae, que inclui dinossauros pequenos, até então conhecidos apenas na Argentina e em Madagascar. Estudiosos acreditam que também há possíveis registros do grupo na Índia. A descoberta mostra que essas terras estiveram unidas, com provável conexão com a Antártica.


Próxima Matéria
Via   MSN     O Tempo     Gazeta do Povo  
Imagens MSN O Tempo
avatar Arthur Porto
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest