icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Pangolim finalmente é removido da lista de medicamentos tradicionais da China

POR Bruno Dias EM Curiosidades 11/06/20 às 13h49

capa do post Pangolim finalmente é removido da lista de medicamentos tradicionais da China

O pangolim é um mamífero que vive em zonas tropicais da Ásia e da África. Existem sete espécies diferentes, as únicas representantes da família Manidae e da ordem Pholidota. Ele é um animal noturno e que gosta de viver solitariamente. O animal, que é do tamanho de um gato, é coberto da cabeça aos pés por um "casa" blindada e escamosa, bem parecido com o tatu-bola. E uma outra característica que lembra o tatu é que, quando o pangolim fica assustado, ele se embola como uma bolinha.

Os pangolins foram apontados como o elo que permitiu que o novo coronavírus se espalhasse para os seres humanos. Mas nada foi confirmado com certeza total. Esses mamíferos são muito comuns nos mercados de rua da China. Nesses lugares, vendem vários animais vivos que são usados tanto para alimentação, quanto para a fabricação de remédios. E não somente pangolins. Além desses mercados, eles são também traficados ilegalmente na Ásia e África.

Segundo a União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), o pangolim é considerado o animal mais traficado no planeta. Além disso, ele também está em ameaça de extinção. Nos últimos anos, segundo levantamentos recentes, estima-se que mais de um milhão de pangolins foram arrebatados de florestas asiáticas e africanas.

A carne desses pequenos mamíferos pode ser comprada nos mercados clandestinos e é considerada uma iguaria na China e em outras partes do mundo.

Cada país tem suas crenças e receitas de remédios tradicionais feitos com coisas típicas, sejam plantas ou animais. E as escamas dos pangolins, por serem compostas principalmente de queratina, são muito utilizadas na medicina tradicional. Outras partes do seu corpo também são suadas, mesmo os cientistas dizendo que não tem valor terapêutico.

Retirada

E a China tirou as partes do animal da sua lista oficial de medicamentos tradicionais. Essa decisão foi informada na segunda-feira, depois de o aumento da proteção legal ao pangolim. Eles receberam o nível mais alto de proteção no país por causa do seu status de ameaça.

Os pangolins foram deixados de fora da enciclopedia farmacêutica chinesa esse ano junto com outras substâncias. Como por exemplo, um comprimido feito com fezes de morcego.

Essa retirada do animal da enciclopédia foi feita. E ninguém sabe a razão exata para isso ter acontecido. Mas de acordo com o informado pelo Health Times, todos os recursos selvagens esgotados estão sendo retirados.

Outras medidas

Além dessa retirada, nos últimos meses, a China proibiu a venda de animais selvagens para a alimentação. Eles fizeram isso colocando como exemplo o risco de doenças se espalharem para os humanos. Sabendo que coisas inesperadas podem aparecer e também para tentar conservar a vida desses animais tão exóticos. Mas para outros fins, como por exemplo, pesquisas e medicina, o comércio continua legal.

O Fundo Mundial para a Natureza disse no sábado que "saudou fortemente" a iniciativa da China para melhorar as proteções para o pangolim. Ele o chamou de "trégua importante" do comércio ilegal de pangolins. E com o planeta caminhando para a sua sexta extinção em massa, animais únicos como o pangolim são uma perda muito grande para se arriscar.


Próxima Matéria
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest