• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Peru plantará 1 milhão de árvores em torno de Machu Picchu, para prevenir desastres ambientais

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      16/01/20 às 19h24

Algumas das resoluções de Ano Novo são difíceis de cumprir, mas isso não quer dizer que sejam impossíveis também. O presidente peruano Martín Vizcarra é exemplo do que estamos falando. Vizcarra afirmou recentemente que está confiante em comprir seu objetivo. A meta do presidente do Peru é reflorestar o sítio arqueológico de Machu Picchu.

De acordo com o portal France 24, a meta do presidente é plantar um milhão de árvores no local. O objetivo, nesse ínterim, é proteger o sítio arqueológico de Machu Picchu de deslizamentos de terra e incêndios. "Nosso maior objetivo é começar este ano o plantio de um milhão de árvores na zona protegida ao redor do santuário de Machu Picchu", disse Vizcarra. Caso cumpra sua promessa, 86.000 hectares de terra serão cobertos por árvores.

Proteção

As raízes das árvores, de acordo com os envolvidos no projeto, irão evitar deslizamentos de terra. Além disso, também devem estabilizar o solo. Os deslizamentos de terra são comuns no local durante o inverno, devido a fortes chuvas. Com a espessa manta de árvores, o local também ficará protegido em relação a incêndios, comuns durante o verão.

Além disso, de acordo com especialistas do Ministério do Meio Ambiente do Peru, as árvores também dariam à flora e fauna locais o habitat necessário. Machu Picchu é, sem dúvida, o remanescente histórico mais conhecido do império Inca, que reinou em grande parte do oeste da América do Sul por um século antes de os espanhóis a conquistarem no século XVI. O sítio arqueológico é um atrativo para turistas e, obviamente, fonte de recurso financeiro.

O plantio de árvores no local não é a única meta em andamento do presidente peruano. Desde 2019, a construção de um aeroporto internacional também está em andamento. Para arqueólogos e outros pesquisadores, a estrutura poderia destruir parte de Machu Picchu, Patrimônio Mundial da UNESCO.

Vizcarra, no entanto, insiste o plantio de árvores, por ser "um compromisso do governo, da região, do município e que todos os cidadãos desejam", é suficiente para proteger o local, mesmo com a construção de um aeroporto internacional.

Medidas de preservação

O plantio é também a segunda vez que o Peru empreende esforços rigorosos, para proteger o local. Em maio de 2019, o país anunciou que restringiria o acesso a três áreas principais do sítio arqueológico. A medida, assim, ajudaria a evitar certos tipos de danos ocasionados por turistas. Essas áreas incluíam o Templo do Sol, o Templo do Condor e a Pedra Intihuatana.

Em 2017, o Peru tomou outra medida, que visava a preservação do local. O país, nesse ínterim, limitou o número de visitantes à Machu Picchu. Desde então, apenas 6.000 podem visitar o local diariamente. Além disso, os visitantes devem visitar o local em grupos.

Espera-se que até fevereiro deste ano, 1,2 milhão de árvores sejam plantadas. Machu Picchu, que foi construída durante o reinado do imperador Pachacuti de 1438 a 1471, foi redescoberta pelo explorador americano Hiram Bingham, em 1911, tornou-se Patrimônio Mundial da UNESCO, em 1983.

O nome significa "montanha velha", na língua indígena quíchua. Felizmente, os esforços, em nome do governo local, com o auxílio de empresas progressistas e de visitantes conscientes, essa relíquia sagrada permanecerá segura.

Próxima Matéria
Via   ATI  
Imagens ATI
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+