• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Pesquisadores encontraram uma cobra de três olhos na Austrália

POR Cristyele Oliveira    EM Ciência e Tecnologia      02/05/19 às 16h00

No mês passado, autoridades da área ambiental na Austrália divulgaram imagens de um filhote de cobra. No entanto, algo chamou a atenção das pessoas ao redor do mundo, o animal tinha três olhos. Apesar de toda a repercussão, a cobra em questão não sugere uma nova espécie de réptil. Na verdade, os pesquisadores acreditam que o seu terceiro olho se trata de uma deformação natural.

A descoberta foi divulgada pela Northern Territory Parks and Wildlife que informou ainda que a cobra de três olhos foi encontrara em Darwin, no norte da Austrália. A cobra, que faleceu recentemente, tinha aproximadamente três meses de vida e pertence a espécie píton-carpete. A sua deformação chamou a atenção dos pesquisadores que descobriram ainda que o seu terceiro olho curiosamente era capaz de enxergar.

A cobra

A Northern Territory Parks and Wildlife é a instituição responsável pelos parques e meio ambiente no norte da Austrália. Eles divulgaram as fotos do filhote de cobra com três olhos no começo de março e esta ganhou repercussão mundial.

A cobra, da espécie píton-carpete, foi batizada de Monty Python e morreu algumas semanas após ter sido encontrada. Especialistas em répteis afirmaram que o terceiro olho da cobra, no topo da cabeça aparentemente se trata de uma mutação natural, e que o animal conseguia enxergar através dos três olhos.

Cobras dessa espécie podem chegar a ter de dois até quatro metros de comprimento, e são mais comuns na Oceania. Segundo comunicado das autoridades responsáveis, o filhote de três olhos tinha apenas 40 centímetros de comprimento e apresentou dificuldades para se alimentar devido à sua deformação.

"É notável como a cobra foi capaz de sobreviver na selva por tanto tempo com a deformidade, e ela estava lutando para sobreviver antes de morrer na semana passada", disse Ranger Ray Chatto, um dos membros da instituição que encontrou a cobra. O corpo da cobra foi doado para institutos de pesquisa especializados.

Deformação

Exames de raio-x foram feitos no animal para tentar identificar a origem do terceiro olho. Os resultados mostram que a cobra não tinha duas cabeças que se formaram juntas. Os especialistas acreditam que a órbita ocular seja apenas um olho extra no próprio crânio. Olho esse que aparentemente enxergava perfeitamente como os demais.

Bryan Fry é especialista em cobras e professor da Universidade de Queensland, e segundo ele, as mutações fazem parte do ciclo natural da evolução. "Todo bebê tem uma mutação de algum tipo. Neste caso, o animal é particularmente deformado", disse ele.

"Foi um consenso de que o olho provavelmente se desenvolveu muito cedo, durante o estágio embrionário de desenvolvimento. É muito improvável que isso seja resultado de fatores ambientais, e é quase certamente uma ocorrência natural, já que má formações em répteis são relativamente comuns", escreveu a NT Parks and Wildlife, na publicação no Facebook.

"Eu nunca tinha visto uma cobra de três olhos antes, mas temos uma cobra píton com duas cabeças no nosso laboratório. É um tipo diferente de mutação, como no caso de gêmeos siameses", acrescentou Fry, que suspeita que o terceiro olho da cobra possa ser "o último pedaço de um gêmeo que foi absorvido".

E você, o que achou a cobra de três olhos? Conta para a gente nos comentários.

Próxima Matéria
Via   BBC     Galileu  
Imagens BBC
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+