icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


Pesquisadores encontraram uma cobra de três olhos na Austrália

POR Cristyele Oliveira    EM Ciência e Tecnologia      02/05/19 às 16h00
capa do post Pesquisadores encontraram uma cobra de três olhos na Austrália

No mês passado, autoridades da área ambiental na Austrália divulgaram imagens de um filhote de cobra. No entanto, algo chamou a atenção das pessoas ao redor do mundo, o animal tinha três olhos. Apesar de toda a repercussão, a cobra em questão não sugere uma nova espécie de réptil. Na verdade, os pesquisadores acreditam que o seu terceiro olho se trata de uma deformação natural.

A descoberta foi divulgada pela Northern Territory Parks and Wildlife que informou ainda que a cobra de três olhos foi encontrara em Darwin, no norte da Austrália. A cobra, que faleceu recentemente, tinha aproximadamente três meses de vida e pertence a espécie píton-carpete. A sua deformação chamou a atenção dos pesquisadores que descobriram ainda que o seu terceiro olho curiosamente era capaz de enxergar.

A cobra

A Northern Territory Parks and Wildlife é a instituição responsável pelos parques e meio ambiente no norte da Austrália. Eles divulgaram as fotos do filhote de cobra com três olhos no começo de março e esta ganhou repercussão mundial.

A cobra, da espécie píton-carpete, foi batizada de Monty Python e morreu algumas semanas após ter sido encontrada. Especialistas em répteis afirmaram que o terceiro olho da cobra, no topo da cabeça aparentemente se trata de uma mutação natural, e que o animal conseguia enxergar através dos três olhos.

Cobras dessa espécie podem chegar a ter de dois até quatro metros de comprimento, e são mais comuns na Oceania. Segundo comunicado das autoridades responsáveis, o filhote de três olhos tinha apenas 40 centímetros de comprimento e apresentou dificuldades para se alimentar devido à sua deformação.

"É notável como a cobra foi capaz de sobreviver na selva por tanto tempo com a deformidade, e ela estava lutando para sobreviver antes de morrer na semana passada", disse Ranger Ray Chatto, um dos membros da instituição que encontrou a cobra. O corpo da cobra foi doado para institutos de pesquisa especializados.

Deformação

Exames de raio-x foram feitos no animal para tentar identificar a origem do terceiro olho. Os resultados mostram que a cobra não tinha duas cabeças que se formaram juntas. Os especialistas acreditam que a órbita ocular seja apenas um olho extra no próprio crânio. Olho esse que aparentemente enxergava perfeitamente como os demais.

Bryan Fry é especialista em cobras e professor da Universidade de Queensland, e segundo ele, as mutações fazem parte do ciclo natural da evolução. "Todo bebê tem uma mutação de algum tipo. Neste caso, o animal é particularmente deformado", disse ele.

"Foi um consenso de que o olho provavelmente se desenvolveu muito cedo, durante o estágio embrionário de desenvolvimento. É muito improvável que isso seja resultado de fatores ambientais, e é quase certamente uma ocorrência natural, já que má formações em répteis são relativamente comuns", escreveu a NT Parks and Wildlife, na publicação no Facebook.

"Eu nunca tinha visto uma cobra de três olhos antes, mas temos uma cobra píton com duas cabeças no nosso laboratório. É um tipo diferente de mutação, como no caso de gêmeos siameses", acrescentou Fry, que suspeita que o terceiro olho da cobra possa ser "o último pedaço de um gêmeo que foi absorvido".

E você, o que achou a cobra de três olhos? Conta para a gente nos comentários.


Próxima Matéria
Via   BBC     Galileu  
Imagens BBC
avatar Cristyele Oliveira
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest