• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Peste bubônica pode causar nova pandemia no mundo. Veja 5 pontos que te explicarão o que é a doença

POR Diogo Quiareli    EM Curiosidades      06/07/20 às 22h43

Vivendo uma pandemia causada pelo novo coronavirus, o mundo voltou a falar da Peste Bubônica. A doença voltou a ser pauta no começo de 2020, quando casos da doença foram confirmados na Ásia. Essa infecção, durante a Idade Média, matou quase um terço da população europeia. Dois casos suspeitos foram identificados na província de Khovd, na Mongólia. Segundo estudiosos, os casos estão associados ao consumo de carne de marmota. Com isso, autoridades locais isolaram a região, que fica próxima à fronteira com a China e a Rússia. Desde então, as entradas e partidas de veículos foram suspensas temporariamente, até que se estude melhor a situação.

O Centro Nacional Zoonóticas da Mongólia identificou ainda 146 pessoas que entraram em contato com outros infectados. Assim, tiveram amostras coletadas e analisadas. De acordo com as pesquisas, os enfermos são dois irmãos de 27 e 17 anos. Ambos estão sendo tratados em hospitais diferentes de Khovd. Segundo estudiosos, a doença tem poder para causar uma nova pandemia se não for contida da forma correta. Pensando um pouco sobre isso, listamos 5 pontos para você entender melhor o que é a Peste Bubônica. Aproveite para compartilhar com seus amigos desde já e, sem mais delongas, confira conosco a seguir.

Pontos para você entender melhor a Peste Bubônica, doença que matou diversas pessoas na Idade Média

1 - O que é

A Peste Bubônica é uma das três doenças causadas pela bactéria Yersinia pestis. As outras duas são: peste septicêmica e peste pseumônica. Esse microorganismo é transmitido por pulgas que fazem animais de pequeno porte seus hospedeiros, como ratazanas. Pessoas expostas à animais doentes podem ser infectados pela bactéria.

2 - Sintomas

Febre, calafrios, fraqueza e dificuldade para respirar são os sintomas mais comuns. Ainda assim, o principal sinal da doença é a formação de nódulos pelo corpo.

3 - Diagnóstico e tratamento

Os médicos, para diagnosticarem a doença, procuram pela presença dos bubões ou sinais de que o paciente foi picado por uma pulga. Após isso, exames de sangue também auxiliam no diagnóstico. Para tratar a doença, são utilizados antibióticos que podem mudar de acordo com a gravidade da situação.

4 - A pandemia no século 14

A pandemia de Peste Bubônica que assombrou a Europa entre 1346 e 1353 matou quase um terço da população no continente. As péssimas condições de higiene e falta de conhecimento médico agravaram a situação. Mesmo com o fim da fase aguda, ocorreram outras ondas de infecção com o passar dos anos, principalmente até o fim da Idade Moderna, no século 18. Segundo a Fundação Oswaldo Cruz, em 21 de maio de 1900, foi declarada epidemia da doença no Rio de Janeiro. 295 pessoas morreram naquele ano na cidade.

5 - Casos recentes

Apesar de rara, a doença ainda está presente, principalmente em áreas rurais. Isso é, onde as pessoas têm mais contato com animais selvagem que podem estar infectados. De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, entre 2000 e 2018, houve ente 1 e 17 casos da doença. Isso, por ano em todo o país. Sendo assim a taxa de fatalidade ainda menor.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Vale lembrar que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

Próxima Matéria
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+