• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Pilotos conversam com garoto de 9 anos, no dia seguinte a mãe agradece com uma mensagem tocante

POR Mateus Graff    EM Entretenimento      02/05/17 às 18h55

Para alguns, ser piloto de avião pode parecer algo muito satisfatório, pois eles simplesmente entram no avião, pilotam até uma certa cidade carregando milhares de vidas e depois vão para a casa felizes da vida. Mas essa história vai mostrar um lado diferente de ser piloto, como foi o caso de um piloto de avião chamado Chad.

Chad compartilhou a sua história, que começou assim: "Às vezes, os presentes mais importantes são dados inconscientemente. Eu comecei a checar os instrumentos para me preparar para o meu último voo do dia, um trecho curto de Atlanta para Macon. Eram 19h30, véspera de Natal, mas, ao invés de estar comendo peru no jantar da mamãe, eu estava ocupado levando outras pessoas para seus lares para encontrarem suas famílias."

Bom, o fato foi que antes de Chad partir para sua última viagem antes do Natal, ele olhou para o lado de fora e viu um menino de mais ou menos 9 anos de idade, analisando cada detalhe da cabine. Quando o menino se virou para ir embora, Chad o chamou.

Segundo Chad, ele tinha mais ou menos a idade do menino quando viu pela primeira vez um painel de avião se iluminando como uma árvore de Natal. 24 anos depois, Chad se tornou o Primeiro Comandante em uma companhia aérea, mas ainda sim ele se questiona se fez a escolha certa, qual marca estava deixando para trás e se estava fazendo coisas boas para o mundo.

Ele convidou o garotinho para entrar na cabine do piloto, e se apresentou quando ele entrou. Com um sorriso tímido, o garoto disse que se chamava Sam e perguntou se a cadeira ao lado era do capitão. Chad disse que sim e perguntou se ele gostariam de dar uma sentada na cadeira. O garotinho olho para Chad e disse: "Eu não sei... Quer dizer... Bem, claro, se não tiver problemas." Chad colocou Sam na cadeira e começou a mostrar os aparelhos do avião para ele.

Depois que o Capitão Jim subiu a bordo e deu um "oi" para Sam, ele abriu um grande sorriso. Chad contou o seguinte: "Nós começamos verificando os passos necessários para iniciar. Eu continuava pensando que o capitão mandaria Sam sair, mas o menino ainda estava espiando por cima do meu ombro quando o operador de rampa perguntou pelo rádio se nós estávamos prontos para ligar a primeira turbina da sequência, a número quatro. Eu retransmiti a pergunta para o capitão, que estava estudando as previsões do tempo. 'Eu ainda estou analisando isto aqui', ele disse. 'Vocês dois podem ir em frente e ligar.'Ok, ligando...', eu disse, posicionando as alavancas. Então, eu parei. 'Você disse "vocês dois"? 'Sim, vão em frente."

Chad disse que se virou para Sam e perguntou se ele já tinha ligado um avião antes. Sam ligou o avião antes deles começarem a voar, saiu de dentro da cabine com a cara de quem tinha feito a coisa mais maravilhosa do mundo. Chad decolou o avião e chegou em Macon em 40 minutos. No dia seguinte, uma manhã de Natal, enquanto preparava para a viagem de volta a Atlanta, um dos agentes de portão entrou dizendo que a mãe de uma criança tinha ido lá mais cedo, querendo agradecer por você mostrar as coisas pro filho dela na noite passada. A mãe de Sam deixou um pote de biscoitos para ele e o seguinte recado para Chad:

"Caros senhores,

Obrigado por deixarem Sam ver vocês trabalhar na noite de Véspera de Natal. Sam tem câncer e tem passado por quimioterapia em Memphis. Esta é a primeira vez que ele esteve em casa desde que o tratamento começou. Nós levamos Sam de carro para o hospital, mas, como ele ama aviões, nós decidimos voar com ele de volta para casa. Não sabemos se ele jamais irá voar novamente.

O médico disse que Sam talvez tenha apenas alguns meses de vida. Sam sempre sonhou em se tornar um piloto de avião. O voo de Memphis para Atlanta foi emocionante para ele. Ele não tinha certeza se voar em um de seus "pequenos" aviões seria tão divertido, mas vocês dois lhe deram o melhor presente de Natal que ele poderia imaginar. Por alguns poucos minutos, o seu sonho se tornou realidade, graças a vocês."

Segundo Chad, ele desejava estar em casa abrindo os presentes com os seus familiares, mas o menino Sam mostrou a eles que as vezes os presentes mais importantes são os que damos inconscientemente. Mas e aí, gostaram da história de Chad e Sam? Deixei aqui o seu comentário!

Próxima Matéria
Via   Newsner  
Imagens Flickr
Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+