• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Piratas Edelweiss, o grupo de resistência ao nazismo pouco conhecido

POR Cristyele Oliveira    EM História      21/08/19 às 13h33

É claro que não foram todos os alemães que concordaram com a ideologia nazista instalada na Alemanha por Adolf Hitler. Havia uma pequena parcela da população que se opôs as ideias do ditador. Embora não tenha muitas informações sobre os seus feitos, um grupo de alemães chamados de Piratas Edelweiss tiveram um papel muito importante de resistência à Alemanha Nazista de Hitler.

Assim como as flores edelweiss agarradas aos penhascos dos Alpes da Áustria, que o grupo foi batizado, esses jovens alemães resistiram à doutrinação nazista como nenhum outro grupo fez. Eles se estabeleceram como o oposto da infame Juventude Hitlerista. Eles rejeitaram a sua estrutura paramilitar, ideologia de superioridade e a segregação de gênero.

A maioria deles vinha da classe trabalhadora. E enquanto puderam, os Piratas Edelweiss resistiram fortemente ao nazismo, isso até completarem os seus 18 anos. Conheça um pouco do que foi e o que representou esse grupo de resistência na Alemanha.

Juventude nazista

Segundo Sally Rogow, do Centro de Educação do Holocausto de Vancouver, os Piratas Edelweiss foi "um dos maiores grupos de jovens que se recusaram a participar de atividades de jovens nazistas".

Mas para entender o que foi esse grupo de resistência, é preciso conhecer o que eles estavam enfrentando. Criada em 1922, a Liga da Juventude do Partido Nazista foi rebatizada em 1926, agora como Juventude Hitlerista. A liga era composta apenas por meninos alemães de 14 a 18 anos. Em 1930, o governo formou uma organização equivalente para meninas, que ficou conhecida como Liga das Garotas Alemãs.

No seu apogeu, a Juventude Hitlerista tinha cerca de 8 milhões de membros. Isso foi o suficiente para fazer dela a maior organização juvenil do mundo. No começo, os integrantes da organização se concentravam apenas em atividades padronizadas, como camping, esportes e jogos. Mas era questão de tempo até tudo isso se tonar um treinamento militar. Esse o qual preparava esses jovens para o combate armado.

Não resta dúvidas que o objetivo da organização era doutrinar os jovens com a agressiva ideologia de Hitler. Como ele próprio disse em 1938:

"Esses meninos e meninas entram em nossas organizações aos 10 anos de idade e, muitas vezes, pela primeira vez, tomam um pouco de ar fresco. Depois de quatro anos do Povo Jovem eles vão para a Juventude Hitlerista, onde os temos por mais quatro anos. E mesmo que eles ainda não sejam completos Nacional-Socialistas, eles vão para o Serviço Trabalhista e são treinados ??lá por outros seis, sete meses. E qualquer consciência de classe ou status social ainda pode ser deixado. A Wehrmacht (forças armadas alemãs) cuidará disso".

Os Piratas Edelweiss

Vindo na contramão da Juventude Hitlerista, os Piratas Edelweiss formavam um grupo de jovens que descordavam de tudo que envolvia a ideologia nazista. Eles se tornaram um dos maiores grupos de resistência antinazistas da Alemanha. Participavam do grupo jovens de 14 a 17 anos, que rejeitavam os aspectos obscuros da Juventude Hitlerista e da Liga das Meninas Alemãs. Eles não concordavam com as restrições ao pensamento livre dos adolescentes. E muito menos com o treinamento de jovens para o serviço militar.

No entanto, os Piratas Edelweiss tinham apenas alguns anos de liberdade e luta contra o nazismo. Isso porque ao completarem 18 anos de idade, eles eram forçados a se juntar ao exército.

Tudo aquilo que os jovens nazistas representavam era tudo o que os Piratas Edelweiss lutavam contra. Enquanto os jovens nazistas usavam cabelo aparado e bem engomado, os piratas usavam cabelos longos e soltos. A Juventude Hitlerista foi separada por gênero, enquanto isso, os piratas formavam uma coed (modelo educativo que inclui ambos os gêneros). Com o tempo, as diferenças se estenderam ainda mais.

Porém, mais do que uma fantasia de hippie, o grupo de antifascistas eram adolescentes de verdade, que lutavam como podiam pelo que acreditava. Muitos dos seus feitos foram mantidos em segredo, e não se tem muitas informações sobre o que eles realmente fizeram.

O que se sabe é que a maior parte do tempo dos Piratas Edelweiss foi gasto em rebeliões abaixo ao nazismo. Eles destruíram carros dos oficiais nazistas, arremessaram tijolos nas fábricas de munição e deixaram diversas mensagens como "Abaixo Hitler" e "Abaixo a Brutalidade Nazista".

E você, já tinha ouvido falar sobre esse grupo? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

Próxima Matéria
Via   Ati  
Imagens Ati DW
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+