• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Planta pré-histórica pode germinar pela primeira vez em milhares de anos

POR Jesus Galvão    EM Ciência e Tecnologia      27/08/19 às 12h18

Cicadófitas, plantas semelhantes às palmeiras, estão florescendo e podem se reproduzir no Reino Unido pela primeira vez na história. Especialistas acreditam que a mudanças climática seja a verdadeira causa. Esta especie de planta costuma florescer em várias partes do mundo. Mas, estes lugares costumam ter um clima muito quente.

Portanto, não é muito comum encontrar cicadófitas no Jardim Botânico de Ventnor, na Ilha de Wigh, na costa sul da Inglaterra. Entretanto, foram encontradas cicadófitas fêmeas e machos no lugar. Algo que nunca havia antes sido registrado na história do Reino Unido. Isso deu aos botânicos locais uma oportunidade também única: transferir pólen entre eles.

"Curiosamente, na época em que as cicadófitas viviam na área que se tornaria a Ilha de Wight, cicadófitas fósseis foram encontradas nas falésias ao longo da costa de West Wight", escreveu Liz Walker, em uma atualização no portal de noticias do jardim botânico. "Portanto, as cicadófitas estão de férias da região há 120 milhões de anos."

"O pode ser visto como mais uma evidência das mudanças causadas pela questões climáticas em ação no reino vegetal", acrescentou. "Certamente esse tipo de planta não podia ser considerado resistente no Reino Unido; a recente onda de calor contribuiu para o crescimento delas."

De acordo com o que estimam os especialistas, as cicadófitas estão ausentes do noroeste da Europa há cerca de 60 milhões de anos. O que enfatiza ainda mais as mudanças e deixa evidente como as temperaturas estão mudando em todo o mundo.

Consequências

Em julho de 2019 o Reino Unido enfrentou a maior temperatura já registrada no país, 38,7 graus Celsius. Além do mais, sabemos que em muitas outras parte do mundo, as temperaturas também não param de subir.

"As condições devem estar melhorando ou desencadeando para que consigamos um macho e uma fêmea ao mesmo tempo", disse o diretor do jardim botânico, John Curtis em entrevista a Yessenia Funes, da Earther. "Para nós, é apenas um sintoma da mudança climática. São as plantas que falam conosco e respondem a essas condições favoráveis."

Sabe-se que a Ilha de Wight se encontra em uma região com as temperaturas mais amenas do Reino Unido. De acordo com a equipe do jardim botânico, as temperaturas mais baixas de janeiro deste ano estão agora acima da média do que estavam as temperaturas mais altas a 100 anos atras. E é este tipo de mudança no clima que permite um tipo diferente de planta sobreviver ao inverno.

Em entrevista a Patrick Barkham do The Guardian, Chris Kidd, curador do Jardim Botânico de Ventnor, disse que o local serve como uma amostra do que será a Grã-Bretanha em 20 ou 30 anos. Os botânicos da Grã-Bretanha ficam agora divididos entre sentimentos.

Isso  porque apesar da descoberta ser algo extremamente empolgante para eles, não podemos nos esquecer dos perigos reais causados pela mudança climática. Em outras palavras, segundo os especialistas, não podemos nos esquecer como todas essas mudanças genuinamente ameaçam a civilização humana.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+