• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Por incrível que pareça esse tubarão que tem pênis retrátil na cabeça [Vídeo]

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      24/07/18 às 16h51

É pensar em tubarão para filmes de suspense, pessoas tendo partes do corpo arrancadas e praias que não são recomendáveis para mergulho virem à mente. Esse tipo de animal é temido por todos e tem mais de 300 espécies. Esse que é conhecido como tubarão-fantasma, na verdade não é um tubarão, ms sim um parente próximo. Ele é um peixe da família Chimaeridae.

E pode-se dizer que esse peixe é bem reservado e faz jus ao seu nome de 'fantasma', porque ele só foi filmado pela primeira vez em 2009. E demorou mais ainda para que sua espécie fosse registrada. Somente em 2016 que pesquisadores confirmaram e registraram essa espécie.

O primeiro registro desse animal foi feito através de um veículo operado por controle remoto que foi a uma profundidade de dois mil metros. Os cientistas que puderam ver o tubarão-fantasma pela primeira vez foi o grupo do centro de pesquisas do Aquário Baía Monterey, na Califórnia. O diretor do programa de pesquisas de tubarões, Dave Ebert, disse que a descoberta foi pura sorte.

Como já dito anteriormente o tubarão-fantasma é um parente dos tubarões, mas também é parente das arraias, o que faz ele ter placas dentárias ao invés de dentes. Sua aparência é meio de ET porque sua cabeça é cheia de canais. Mas a característica mais notável dessa espécie é o pênis retrátil na testa.

Esse tubarão normalmente é encontrado perto da Austrália e da Nova Zelândia, mas até 2009 nunca tinha sido filmado em seu habitat natural. A primeira vez que ele foi visto também foi a primeira vez que ele foi encontrado nas águas do hemisfério norte.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+