• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Por que comer muita carne pode ser extremamente prejudicial ao coração?

POR Diogo Quiareli    EM Curiosidades      07/02/20 às 16h23

A nossa alimentação precisa ser balanceada. Precisamos ingerir com frequência uma certa quantidade proteínas, ferro, vitaminas, minerais e várias outras coisas. A falta de algum desses pode nos causar problemas de saúde extremamente sérios. Por outro lado, o exagero também pode resultar em sérios danos ao nosso corpo. Por incrível que pareça, o excesso de determinada vitamina pode nos causar problema em determinados órgãos. Um dos alimentos mais consumidos no mundo é a carne e poucas pessoas resistem a um bom churrasco, não é mesmo? A triste verdade é que o consumo exagerado de carne é capaz de causar complicações ao coração a qualquer um.

Duas pesquisas norte americanas publicadas recentemente apresentaram novos dados sobre a alimentação das pessoas e o desenvolvimento de doenças no coração. Um estudo foi deito pelas universidades Northwesten e Cornell, nos Estados Unidos. Ele vincula o consumo de carne vermelha e processada a um risco de doenças no coração. Foi pensando sobre o assunto que resolvemos trazer mais detalhes sobre esses estudos. Confira conosco os motivos pelos quais o consumo exagerado de carne pode resultar em problemas no coração. Aproveite para compartilhar com seus amigos e alerte-os. Sem mais delongas, confira conosco e surpreenda-se.

Por que comer muita carne pode causar danos ao coração?

Um artigo da Universidade Estadual da Pensilvânia sugere que uma alimentação rica em legumes, frutas e verduras e possui menos aminoácidos sulfurados. Sendo assim, reduz os riscos de desenvolver doenças. Segundo a pesquisa da Northwestern e Cornell, comer duas porções de carne, por semana, aumenta o risco de doenças do coração. Esse aumento vai de 3 a 7%, dependendo do organismo da pessoa. O artigo reúne dados de 29.682 participantes com uma média de idade de 53,7 amos.

"É uma pequena diferença, mas  vale a pena reduzir carne vermelha e processada. Exemplos disso são: mortadela e calabresa". Essa foi uma afirmação da autora Norrina Allen, da Escola de Medicina Feinberg da Universidade de Northwestern. "A modificação de ingestão desses alimentos de proteína animal pode ser uma estratégia para ajudar o risco de doenças no coração. Além disso, a morte prematura em nível proporcional'. Isso foi afirmado pelo pesquisador Victor Zhong, professor-assistente de Ciências Nutricionais na Universidade Cornell.

Mais verde

Outra pesquisa, liderada por cientistas da Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos, fez uma conclusão a respeito. Segundo o estudo, são necessárias algumas dietas que contém pouco aminoácidos sulfurados. Esses são encontrados em alimentos ricos em proteínas, como carnes, laticínios, nozes e soja. Isso é capaz de reduzir as doenças no coração. Quer dizer que uma dieta baseada em vegetais pode ser a chave para diminuir as chances de ter complicações cardíacas.

E aí, o que você achou desses estudos? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Vale sempre lembrar que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento. Aproveite para fazer um tour pelas curiosidades do nosso site.

Próxima Matéria
Via   Revista Galileu  
Diogo Quiareli
Geminiano, 25 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+