• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Por que ficamos tontos quando levantamos rápido?

POR Thamyris Fernandes    EM Ciência e Tecnologia      27/10/14 às 19h03

Vistas escurecidas, tontura e aquela sensação de que o mundo está caindo. Tudo isso por segundos, até as coisas voltarem ao normal. Essas reações surgem, normalmente, quando estamos sentados e levantamos de pressa. Mas, afinal de contas, porque isso acontece?

De acordo com especialistas, essas sensações são resultado de uma queda de pressão repentina, chamada Hipotensão Ortostática ou Postural. Como o nome sugere, esse é o resultado de quando as pessoas saem, rapidamente, da posição horizontal para a vertical. (Clique para ler também: Por que as vezes sentimos dor no peito ao respirar?).

Aliás, isso acontece porque uma parte de nosso sangue, quando nos levantamos, é levado para nossas pernas e para a região abdominal. Em consequência, rola nesse processo uma diminuição do retorno do sangue para o coração, reduzindo também a quantidade bombeada para o corpo.

1

Como resposta a essa falta de abastecimento, o coração bate mais rápido e os vasos sanguíneos se contraem, diminuindo ainda a velocidade com que o sangue chega ao cérebro. Daí, como as reações corporais costumam ser lentas, surge aquela tontura repentina, acompanhada por uma sensação de amolecimento.

Mas, não se preocupe, a hipotensão ortostática pode acontecer com qualquer pessoa e costuma ter outras causas, como desidratação, ingestão de remédios diuréticos ou pressão baixa natural. No entanto, se esse for um problema que acontece com frequência, é melhor procurar um médico, especialmente no caso de pessoas com predisposição para problemas cardíacos, que podem sofrer complicações.

3

Próxima Matéria
Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+