icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Por que Jack não ficou boiando na porta com Rose? (O diretor responde)

POR Natália Pereira EM Curiosidades 30/11/17 às 10h45

capa do post Por que Jack não ficou boiando na porta com Rose? (O diretor responde)

O filme de grande sucesso, Titanic, já rendeu, e ainda rende, muito o que falar. Ele foi produzido em 1997 pelo diretor James Cameron. O orçamento usado para sua produção foi de 200 milhões de dólares e foi um sucesso nas bilheterias, vendendo mais de 214 mil entradas só no Brasil. Seus principais personagens foram interpretados celebridades como Leonardo DiCaprio, Kate Winslet e Billy Zane.

Em 2017 faz 20 anos desde seu lançamento e ainda sim alguns questionamentos rondam a internet. O que fez com que, finalmente, depois de todo esse tempo o diretor respondesse uma delas. Aqueles que por algum motivo, nunca tenham assistido o filme, podem se preparar porque lá vem spoiler. Em uma das cenas finais de Titanic, quando tudo parece que vai ficar bem e os protagonistas já estão fora do grande navio, o protagonista Jack abandona os destroços em que se apoiava e deixa Rose sozinha sobre eles.

A indignação dos fãs quanto a essa decisão foi tão grande que sobreviveu por todos esses anos. Afinal, não daria para ele ficar junto e sobreviver com ela? Por que ele decidiu fazer aquilo? E é justamente para responder a essa pergunta que estamos aqui agora.

O motivo

Para se dar vida a uma história e fazer com que ela se torne um sucesso, é preciso que os telespectadores se liguem aos personagens e ao que está acontecendo. Essa ligação fará com que as pessoas sintam empatia pelo personagem e se coloquem no meio da história. Lágrimas rolam e a revolta em cima daquilo não é algo negativo e sim uma afirmação do poder que o filme teve sobre cada um que assistiu. Esse acontecimento tão marcante foi o que destacou toda a história e deu sentido ao enredo.

Foi pensando assim que o diretor expôs sua opinião sobre a cena. De acordo com ele: "Se ele (Jake) tivesse vivido, o final não faria sentido. O filme é sobre a morte e a separação, ele teve que morrer. Então era isso, ou uma chaminé caindo sobre ele, mas ele teria que morrer. É chamado de arte, as coisas acontecem por razões artísticas, não por razões físicas."

Ele também tenta supor o que teria de acontecer para que ele ficasse junto com a Rose mas todas as tentativas que ele expõe terminam da mesma forma, com sua morte. Em sua entrevista, Cameron diz não entender o motivo da fixação das pessoas sobre Jake permanecer ou não na porta, já que para ele o final era inevitável e tinha que acontecer. Depois de todo esse tempo, o diretor acha que é uma questão boba para se discutir mas que pelo menos o filme teve sucesso ao fazer com que o personagem principal parecesse fascinante para o público a ponto de "suplicarem" por sua vida ainda hoje.

Em outra de suas falas Cameron diz que a resposta para essa pergunta é muito simples. O script dizia na página 147 que Jack morria, então era isso. A trágica história do Titanic foi baseada em fatos reais. A verdade é que o personagem que Jake representava no filme não sobrevive na vida real. Foi esse fato específico, juntamente com o de Rose ter sobrevivido, que criou todo o enredo dessa história de amor. Mas e aí, concordam?


Próxima Matéria
avatar Natália Pereira
Natália Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest