• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Por que mais de 10 mil camelos serão abatidos na Austrália?

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      13/01/20 às 15h47

Como todo mundo sabe, a Austrália vem passando por momentos difíceis, devido à onda de incêndios que vêm destruindo o país. É uma situação de calamidade, tendo em vista o tanto que foi perdido em fauna e flora. É uma das maiores tragédias que o país já viu. Estimativas assustadoras mostram que 1,25 bilhão de animais morreram, em decorrência dos vários incêndios. Então, vendo essa situação, é bastante surreal a notícia de que 10 mil camelos serão abatidos no país. Enquanto milhares de animais estão morrendo na tragédia, outros milhares serão mortos de propósito.

Segundo o governo australiano, há uma boa razão para isso. Aparentemente, esses animais estão causando muitos estragos no país, principalmente nas regiões mais secas, onde tem faltado água. A meta é que cerca de 10 mil camelos sejam abatidos no país. De acordo com as autoridades, a medida drástica visa ainda ajudar nas questões ambientais, uma vez que os camelos emitem muito metano, um dos gases do efeito estufa.

O abate

Cerca de 10 mil camelos serão abatidos por helicópteros na Austrália, ainda nesse mês. O objetivo do massacre a esses animais, é impedir que eles bebam muita água, principalmente em regiões do sul, onde a seca está mais severa. A grande seca também é uma das causadoras da onda de queimadas, que vem devastando o país.

Quem solicitou o abate em massa desses camelos foram os líderes aborígenes das terras de Anangu Pitjantjatjara Yankunytjatjara (APY). Eles alegaram que os camelos entram nas comunidades, em busca de água e acabaram causando vários estragos e, consequentemente, muitos prejuízos. São R$ 6,6 milhões em danos aos moradores, que esses animais causam anualmente.

"Ficamos presos em condições quentes e desconfortáveis, nos sentindo mal. Os camelos estão derrubando cercas, entrando pelas casas e tentando pegar água até nos aparelhos de ar-condicionado", disse Marita Baker, membro do conselho executivo da APY.

E a situação também não é nada favorável ao bem-estar desses animais, uma vez que muitos deles morrem de sede ou são atropelados durante a busca por água. Sem contar que seus corpos acabam contaminando importantes fontes de água.

Medida necessária

De acordo com o governo australiano, a medida urgente também servirá para controlar as emissões de gases do efeito estufa. Isso porque os animais emitem muito metano, o equivalente a uma tonelada de dióxido de carbono, todos os anos.

E essa não será a primeira vez, que camelos serão abatidos na Austrália. Desde o século 19, quando esses animais foram importados do Oriente Médio, da Índia e do Afeganistão, para serem usados como transporte de cargas pesadas, suas populações vem crescendo incontrolavelmente. Por esse motivo, os abates começaram a ser legalizados desde 2009. Em um desses abates, os camelos viraram até comida para crocodilo.

Os camelos e dromedários são vistos como verdadeiras pragas no país. Isso porque existem cerca de 1,2 milhão deles por lá. E mais, esses animais podem viver até 60 anos, aguentam temperaturas extremas e bebem 200 litros de água de uma só vez. Por isso tudo, o governo australiano não encontrou outra saída, a não ser o abate de uma parcela desses animais.

Próxima Matéria
Via   Galileu  
Imagens Anda Nit G1
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+