• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Por que o Coringa entrou na geladeira?

POR Gabi Noronha    EM Notícias      11/11/19 às 18h41

Coringa começou a chamar a atenção do público quando o diretor Todd Phillips divulgou o teste de câmera com Joaquin Phoenix. A partir de então, o projeto duvidoso da Warner Bros., entrou no radar. O destaque foi cravado quando o longa conquistou o Leão de Ouro (prêmio máximo), no Festival de Veneza. Mesmo com todas as polêmicas, que surgiram posteriormente, o filme provou ser um grande sucesso. Quebrou diversos recordes e se tornou o longa mais rentável baseado em histórias em quadrinhas. Coringa não é apenas mais uma história de origem como tantas outras.

O longa de Phillips aborda em especial como a sociedade trata pessoas com doença mental. Rejeitadas, excluídas e muitas vezes abandonas a própria sorte, Arthur Fleck (Phoenix) é a representação do descaso social com os tais enfermos. Coringa deixa diversos problemas de sua história aberto a interpretações. Enquanto a questão sobre o destino de Sophie (Zazie Beetz) foi resolvida, muitos fãs ainda encaram uma dúvida recorrente.

Por que, afinal, Coringa entrou na geladeira? A atitude de Arthur nessa cena pode ser tão subjetiva quanto a do peão de Cobb em A Origem. Ainda assim, a partir do próprio contexto fornecido pelo longa, é possível chegar em um denominador comum.

Coringa na geladeira

Antes de tudo, o essencial é tentar entender o cenário que levaram Arthur a entrar na geladeira. Ele foi criado apenas pela mãe, a qual também sofria de problemas metais. Cuidava dela sozinho e descobriu por meio de uma carta que seu pai era Thomas Wayne, o homem mais rico e influente de Gotham. Ao confrontá-lo sobre a possível paternidade, Arthur só desejava o que lhe foi rejeitado toda a vida, um pouco de carinho. No entanto, seu encontro com Wayne foi o pior possível. Ele acusou sua mãe de ser muito doente e obcecada por ele. A conversa termina com Arthur no chão, após levar um soco de Thomas.

Quando chega em casa, tudo que Arthur deseja é desaparecer. Ele cede aos seus sentimentos mais melancólicos e foge para o único lugar disponível no momento. Em uma entrevista ao CinemaBlend, o diretor de fotografia Lawrence Sher comentou sobre o momento. Segundo ele, a atitude de Arthur foi totalmente improvisada por Joaquin Phoenix. "Quando ele entra na geladeira, nós não fazíamos ideia do que estava acontecendo. Nós preparamos duas câmeras e Joaquin [Phoenix] apenas pensou no que ele faria se sofresse de insônia", disse Sher.

A cena pode ter diversas interpretações. Uma das mais aceitáveis é a de que, naquele momento, Arthur ansiava por isolamento. Se esconder num local pequeno e apertado, talvez, fosse maior sinônimo de conforto para ele. Indo além, a escolha do personagem, em entrar na geladeira seminu, também pode ser interpretada como uma fuga desesperada da realidade. A forma que encontrou de acabar com a própria vida, por meio do sufocamento ou hipotermia.

Próxima Matéria
Via   SR  
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Para mais aventuras Instagram: @gabinoronhaf Para comentários aleatórios e breves análises Twitter: @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+