• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Por que o povo medieval dormia em caixas?

POR Jesus Galvão    EM Curiosidades      07/11/19 às 11h13

As cidades estão crescendo em velocidades absurdas. E, como consequência de tal crescimento, estão ficando cada vez mais lotadas. Isso tem feito com que  as pessoas, especialmente os designers de interiores e móveis, busquem soluções inovadoras para aproveitar melhor os espaços.

Esses esforços são particularmente importantes para apartamentos pequenos. Principalmente em grandes centros, como São Paulo, Londres, Paris e Nova York. Lugares onde encontrar um espaço amplo para viver, está se tornando cada vez mais difícil.

É comum que busquemos criar coisas novas para solucionar nossos problemas. No entanto, muitas vezes, o passado também pode servir de inspiração e nos proporcionar boas ideias. Assim, para muitas pessoas, pode ser uma tremenda surpresa que designers de móveis tenham se voltado para o passado medieval, em busca de soluções para problemas contemporâneos.

De acordo com o Apartment Therapy, algo muito popular há 600 anos está voltando com força total. O design de uma cama, originária da Bretanha, na França, em forma de caixa, é a nova tendência em interiores elegantes e eficientes.

A lit clos, como é mais conhecida pelos designers, é uma cama pequena, elevada e toda fechada, geralmente construída em madeira. Essas camas, na verdade, mais se parecem com armários. Nelas, as pessoas se trancavam para dormir, especialmente aquelas que moravam em fazendas.

O design foi criado para que as pessoas pudessem se proteger do frio e se protegerem do ataque de animais como porcos e lobos. Bem como das galinhas que, vez ou outra, entravam pelas chaminés e se empoleiravam nos leitos.

As cabines decoradas costumavam ter uma abertura de um lado, geralmente coberta por uma cortina ou que possuía portas de correr. Por serem elevadas, assim como os beliches, essas camas costumavam ter uma espécie de banco, para facilitar o acesso à elas.

Lit clos: o futuro do passado

Apesar de ter se originado na Bretanha medieval, a cama logo se espalhou para outras partes da Europa. Assim, a partir do século XVI, além da França, elas podiam ser encontradas na Holanda, Escócia, Áustria e Escandinávia. Sua popularidade podia ser atribuída à diversas coisas.

Uma delas é a privacidade. Naquela época, muitas famílias dormiam nos mesmos quartos. Especialmente as mais pobres, que muitas vezes moravam em casas com apenas um ou dois quartos. Dessa forma, as lit clos permitiam que as pessoas dormissem no mesmo quarto, mas ainda preservassem um pouco de privacidade.

Em épocas de inverno, a cama ainda proporcionava calor extra. Afinal, aparelhos de aquecimento ainda não existiam. Além do mais, o tecido usado para revestir essas camas atuava como um isolante térmico. Essas camas ainda serviam de abrigo para proteger as crianças pequenas dos ataques de lobos, na zona rural da França.

Essas camas costumavam ser menores do que as camas de hoje em dia. Mesmo sendo elas projetadas para abrigar dois adultos. O que muitas vezes obrigava as pessoas mais altas a dormirem em uma posição desconfortável.

As gavetas embaixo também podiam ser puxadas, para criar uma cama menor. O que podia ainda ser utilizado para abrigar as crianças. Dessa forma, uma mesma peça de mobiliário proporcionava espaço para todos os membros da família.

No século 20, com o advento dos aquecedores de ambientes, a necessidade dessas camas diminuiu. Assim, elas começaram a desaparecer. Entretanto, elas parecem estar voltando com tudo.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião. Posteriormente, não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+