icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Por que os atletas estão prestando continência no pódio olímpico?

POR A redação EM Curiosidades 16/08/16 às 22h24

capa do post Por que os atletas estão prestando continência no pódio olímpico?

Não precisa procurar muito, toda hora aparece alguém nas redes sociais reclamando ou elogiando as continência dos atletas olímpicos na hora de receber a medalha. Mas afinal, eles são obrigados a fazer isso? Por que estão prestando continência? Nós vamos responder todas essas dúvidas nas próximas linhas.

Esse gesto está chamando atenção desde os jogos Pan-Americanos no Canadá, em 2015, lá os atletas também fizeram a tão famosa continência, que é basicamente um cumprimento militar para mostrar respeito aos seus superiores, subordinados e também símbolos, como por exemplo a bandeira.

De onde surgiram esses atletas?

A primeira pergunta que deve ser respondida é de onde esses atletas que fazem a continência surgiram. No Brasil existe um programa chamado Programa Atletas de Alto Rendimento (PAAR) e dos 465 atletas brasileiros que estão participando dessa olimpíada, cerca de 145 fazem são militares e muitos deles fazem parte do PAAR.

Para ter uma ideia, das 11 medalhas conquistadas por atletas brasileiros, 9 foram de atletas militares. O programa PAAR além de dar um incentivo em dinheiro, como se fosse um salário, auxilia na compra de equipamentos, planos de saúde e por aí vai, tudo para deixar o atleta nas melhores condições possíveis e buscar as tão desejadas medalhas olímpicas.

E a continência?

Como já foi dito antes, esse gesto é um gesto formal utilizado pelos militares, porém, nenhum atleta é obrigado a fazê-lo enquanto recebe a medalha. Durante o Pan eles foram orientados a fazer, mas nessas olimpíadas essa orientação não foi feita. Apenas metade dos atletas militares fizeram a tal continência enquanto recebiam suas medalhas.

Em resumo, os atletas têm liberdade para fazer ou não, mas alguns atletas tem medo de sofrer algum tipo de punição por conta do gesto.

Punição?

Para quem não sabe, o COI (Comitê Olímpico Internacional) proíbe qualquer tipo de manifestação política ou militar e isso poderia levar a punição sérias, como a de perder a medalha. A judoca Rafaela Silva preferiu não fazer o gesto por ter medo dessa punição, porém, o COI confirmou que não tem nenhum problema com a continência, mesmo sendo um gesto militar. Eles interpretam que seja apenas um gesto de respeito a bandeira e ao país.

Você também pode fazer parte

Se você é um atleta ou conhece algum atleta que não tem nenhum incentivo e acredita que traria medalhas para o Brasil em próximo eventos, o PAAR abre vagas 2 vezes por ano. As vagas são abertas apenas para esportes que eles estão precisando de atletas. Obviamente é feito todo uma pesquisa sobre suas conquistas e seu desempenho para aí sim você ser aprovado para entrar no programa.

E aí, o que achou? Comenta aí.


Próxima Matéria
avatar A redação
A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest