• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Por que os coalas lambem as árvores?

POR Bruno Dias    EM Mundo Animal      05/05/20 às 18h00

Os coalas entram facilmente na lista de animais mais fofos e dóceis do mundo. Mas eles já estão sendo considerados uma espécie "funcionalmente extinta". Na prática, isso significa que a espécie se encontra em quantidade tão reduzida que já não é mais capaz de desempenhar um papel significativo e ativo em seu ecossistema.

Os coalas são uma parte fundamental da vida e do equilíbrio das florestas de eucalipto. O ecossistema só funciona bem quando todas as partes envolvidas desempenham o seu papel. No caso dos coalas, eles comem as folhas de eucalipto e defecam no solo da floresta, assim os seus excrementos auxiliam para uma "reciclagem" natural de nutrientes vegetais para o solo.

E era pensado que esses animais conseguiam a maior parte da água que precisavam através das folhas do eucalipto, que são a base da dieta delas. Mas de acordo com novas pesquisas, existe uma outra forma vital que os coalas conseguem sua água.

Estudo

O estudo foi feito com observações feitas a mais de uma década, tanto por pesquisadores e cientistas australianos, e mostra que os coalas também bebem água lambendo a superfície dos troncos e os galhos molhados das árvores depois das chuvas.

"Durante muito tempo, pensamos que os coalas não precisavam beber muito porque ganhavam a maior parte da água necessária para sobreviver nas folhas de goma em que se alimentam", disse a zoóloga Valentina Mella, da Universidade de Sydney.

"Isso altera significativamente nossa compreensão de como os coalas ganham água na natureza. É muito emocionante", continuou.

Os coalas já foram vistos bebendo água tanto na natureza como em cativeiro nas épocas em que está muito quente. Ou então por causa de uma seca causada por incêndios. Mas Mella diz que esses registros são limitados e são apenas algumas observações pontuais  em toda a literatura científica. Isso sugere que o comportamento natural de beber água pode ter sido subestimado.

E se esse for o caso, não foram somente os pesquisadores modernos que não viram isso. Coalas tiveram seu nome dado em comum com a palavra indígena australiana "dharug" que quer dizer "sem água".

Consumo de água

As novas observações mostram que talvez esse nome tenha sido inapropriado. Em seu estudo, Mella e sua equipe coletaram 44 observações de coalas que bebiam em árvores do Parque Regional You Yangs. E em duas planícies de Liverpool, em Nova Gales do Sul.

"Coalas foram observadas lambendo a água escorrendo pelo tronco das árvores durante ou imediatamente após um evento de chuva", relatam os autores.

No trabalho que fizeram, a equipe observou que os pesquisadores do comportamento animal não fazem observações quando chove forte por razões de segurança. E isso pode explicar o porquê esse comportamento dos coalas não foi visto antes.

Nessa nova pesquisa, "toda vez que observações comportamentais eram realizadas na chuva, coalas eram gravados bebendo" , escreveu a equipe.

"Esse tipo de comportamento de beber água lambendo troncos de árvores depende dos coalas serem capazes de experimentar chuvas regulares para acessar água grátis. E isso indica que eles podem sofrer sérios efeitos prejudiciais se a falta de chuva comprometer sua capacidade de acessar água grátis", explica Mella.

"Sabemos que os coalas usam árvores para todas as suas principais necessidades, incluindo alimentação, abrigo e descanso. Este estudo mostra que os coalas dependem de árvores também para acessar água livre e destaca a importância de reter árvores para a conservação das espécies", continuou.

E quando os coalas vão beber água das árvores, eles levam seu tempo para realmente fazerem isso. Em observação, uma coala fêmea bebeu água dessa forma, ininterruptamente, durante 15 minutos. Um outro macho observado ficou na árvore por 34 minutos, com um ritmo constante de duas lambidas por segundo.

Observações

Essas observações foram feitas em diferentes tipos de condições climáticas. O que indica que não é apenas nos momentos de seca, calor intenso ou proximidade com chamas de um incêndio que fazem com que os coalas bebam água.

"Isso sugere que os coalas não estavam bebendo como resultado do estresse pelo calor. E que esse comportamento provavelmente representa como os coalas acessam a água naturalmente", disse Mella.

"Nossas observações provavelmente representam apenas uma minoria da bebida que normalmente ocorre nas árvores durante as chuvas. E que nossas observações tenham consequências significativas de manejo e conservação para as espécies. Pois a suplementação de água pode representar uma necessidade para manter algumas populações de coalas neste clima em mudança", conclui.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+