• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Por que seres humanos são um dos únicos animais que não tem rabo?

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      22/05/19 às 19h14

Vivemos em uma constante evolução, não é mesmo? Basicamente, tudo que existe nesse mundo passa por uma evolução. Um exemplo disso são os aparelhos tecnológicos que estão melhores a cada dia que passa. Se olharmos para trás, não muito distante de hoje, podemos ver que as coisas evoluíram assustadoramente em questão de meia década apenas. Até mesmo os animais, seres naturais, evoluem através da junção de espécies, ou seja, de cruzamentos. Outros dão origem à novas espécies por causa do processo chamado de seleção natural, onde devem se adaptar ao ambiente em que vivem.

A evolução humana ainda é um assunto amplamente estudado pelos cientistas. As descobertas ao longo do tempo fizeram com que a ciência, por diversas vezes, alterassem em seus registros os conceitos sobre como viviam nossos antepassados. Essas informações têm nos ajudado a compreender nossas origens e a moldar nossos passos em direção ao futuro.

A evolução conta a história da evolução do Homo sapiens como espécie distinta de outros hominídeos, dos grandes macacos e mamíferos placentários. O Homo sapiens surgiu na África e migrou para fora do continente em torno 50-100 000 anos atrás, substituindo as populações de Homo erectus na Ásia e de Homo neanderthalensis na Europa.

E justamente por causa dessa evolução é que, com o passar dos anos, algumas coisas em nós, mais especificamente em algumas partes do nosso corpo, tornam-se desnecessárias. E as perdemos com o passar do tempo.

Se olharmos outros animais como peixes, pássaros, a maioria dos répteis e até mesmo alguns de nossos parentes mais próximos, todos têm caudas. Então por que nós não temos caudas?

Caudas

As caudas estão em evolução por pelo menos 500 milhões de anos atrás. E desde então, elas assumiram papéis inimagináveis. Como por exemplo, as lagartixas as usam para armazenar gordura, os pássaros para navegar pelo ar, as cascavéis para assustar os predadores. Mas o propósito maior é para equilíbrio.

Mas quanto mais a árvore evolutiva se aproxima dos humanos, as caudas vão desaparecendo. Os gorilas já não as têm, nem os chimpanzés ou qualquer outro macaco, além de nós.

O porquê está na forma como andamos. Alguns dos primatas se agacham com os peitos apoiados no chão. Outros, como gibões e humanos, podem andar completamente eretos. E andar como andamos nos dá uma vantagem enorme.

Ao contrário dos animais que andam em quatro patas, e que em cada passo gastam energia, as duas pernas tiram proveito da gravidade e fazem parte do trabalho por nós. Cada vez que nós damos um passo, a gravidade nos puxa para frente. E como resultado final, nós gastamos aproximadamente 25% menos energia do que se andássemos em quatro patas.

E na natureza, qualquer energia que você economiza é uma grande diferença na sobrevivência e inanição. E a nossa forma de andar, elimina qualquer necessidade de cauda. Até porque, mesmo a nossa cabeça pesando cinco quilos, ela fica no topo do corpo e não na frente.

Mas ainda podemos ver um lembrete da época em que nossos ancestrais tinham uma cauda. No fim da espinha humana, os últimos ossos parecem parcialmente fundidos. O cóccix é tudo que nos resta do nosso rabo.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+