icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Por que a TV aberta não está dando espaço para as Paralimpíadas?

POR PH Mota    EM Curiosidades      10/09/16 às 12h39
capa do post Por que a TV aberta não está dando espaço para as Paralimpíadas?

Se você não estava vivendo numa caverna nos últimos meses, sabe que os Jogos Olímpicos de 2016 estavam sendo realizados no Brasil, mais precisamente no Rio de Janeiro. A cada minuto em que a TV era ligada, alguma diferente modalidade esportiva estava sendo transmitida, principalmente se incluísse a participação de algum atleta ou equipe brasileira. Com certeza você sabe disso e provavelmente participou da euforia criada ao redor do espírito olímpico.

O que nem todos sabem, é que agora, algum tempo depois do encerramento das Olimpíadas, o Brasil e o Rio de Janeiro também são sede das Paralimpíadas, que reúne atletas com diversas deficiências competindo entre modalidades distintas. Diferente das competições que aconteceram durante os Jogos Olímpicos, as dos Jogos Paralímpicos, no entanto, não têm recebido a mesma atenção das emissoras de TV.

Já na abertura, realizada na quarta-feira (7 de setembro), a insatisfação foi percebida na internet pela falta de transmissão da cerimônia realizada no estádio do Maracanã. Enquanto a programação foi completamente alterada para se adaptar aos horários dos eventos das Olimpíadas, as Paralimpíadas quase não tem espaço nos canais de televisão, ficando reservada a boletins de alguns minutos durante a programação.

Direitos de transmissão

Tanto para os Jogos Olímpicos como Paralímpicos, o direito de transmissão de cobertura dos eventos esportivos foi adquirido pela Globosat, do Grupo Globo. As transmissões podem ser feitas por meio do canal fechado SporTV. Para que os eventos da competição sejam transmitidos em canais de outras empresas ou grupos de comunicação, é preciso que cada veículo negocie com a detentora dos direitos um acordo de direito de imagem.

Como dona dos direitos de transmissão, o Grupo Globo tem feito a transmissão por meio de quatro canais fechados no SporTV, incluindo um temporário e exclusivo para o evento. No caso da TV aberta, entretanto, a competição não tem o mesmo espaço, seja pela falta de tradição, interesse de contratos de patrocínio em anunciar durante as transmissões do evento ou necessidade de agenda de programação.

TVs públicas

Além da negociação dos direitos nas TVs privadas, as televisões públicas têm direito de transmitir o evento, por meio da TV Brasil. Todas as emissoras que compõem a Rede Nacional de TV Pública também tem o direito de reproduzir o sinal da TV Brasil e transmitir parte dos eventos. Em São Paulo, a TV Cultura tentou negociar o sinal para transmitir algumas competições esportivas das Paralimpíadas, mas não conseguiu autorização por não fazer parte da rede pública.

Nas outras principais emissoras do país, a cobertura se resume aos programas jornalísticos. Os canais Band e Record, que transmitiram a Olimpíada, assim como o SBT, farão apenas cobertura jornalística do evento. Na Globo, além da inserção nos jornais, existe um bloco de resumo do dia paralímpico no fim da programação. Canais fechados que se dedicaram aos Jogos Olímpicos, como ESPN e Fox Sports, também se concentram somente na cobertura jornalística.


Próxima Matéria
Via   Blasting News     Torcedores     TV e Famosos  
avatar PH Mota
PH Mota
Jornalista que é um encontro Monty Python e A Praça É Nossa.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest