• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Por que você nunca será capaz de ter mais de 150 amigos?

POR Diogo Quiareli    EM Curiosidades      06/11/19 às 13h35

Ter uma boa roda de amigos está entre as melhores coisas da vida. Isso porque amigos de verdade só nos trazem benefícios. Você, provavelmente, tem, pelo menos, um melhor amigo. Aquela pessoa com que pode contar a qualquer momento, para qualquer coisa. São os nossos amigos, que ficam ao nosso lado quando estamos tristes ou alegres. Sendo assim, quanto mais, melhor, não é mesmo? No entanto, existe um limite na quantidade de amigos que podemos ter. Há estudos que mostram que só podemos ter um número x de amigos.

Sabendo que você, caro leitor, é extremamente curioso, assim como nós, decidimos trazer essa matéria. Essa conclusão foi feita após um estudo, realizado na Universidade de Oxford. Ele comparou então o tamanho do cérebro humano, mais precisamente do neocórtex. Essa é a área responsável pelo pensamento consciente. O neocórtex do cérebro humano foi comparado com o de outros primatas. Os estudiosos então cruzaram as informações obtidas, com dados sobre a organização social de cada uma das espécies, ao longo do tempo.

Após isso, chegaram a uma conclusão reveladora: 150 é o máximo de amigos que uma pessoa consegue ter ao mesmo tempo. O estudo não quer dizer que esse é o número que teremos durante a vida toda, e sim ao mesmo tempo. Para você, que gosta de um grande círculo de amizades, saiba quando parar, pois, assim é mais fácil gerenciar.

Estudo sobre a quantidade de amigos

Para que você consiga manter uma amizade com alguém, é preciso memorizar informações sobre aquela pessoa. Isso vai desde o nome até outros detalhes da personalidade dela. Esses dados sobre a personalidade serão adicionados conforme haja interações. Por algum motivo, o nosso cérebro não comporta dados sobre mais de 150 pessoas. Os relacionamentos, que extrapolam esse número, inevitavelmente, são mais casuais, ou seja, não são amizades de fato. Outros pesquisadores foram ainda mais além, constatando que, dentro desse grupo de 150, há uma série de círculos concêntricos de amizade.

Esses números são então: 5, 15, 50 e 150 pessoas. Cada um com características diferentes. 5 é considerado o número máximo de amigos íntimos que podemos ter. Enquanto isso, 15 é a média de amigos bem próximos, com quem nos sentimos bemm em compartilhar os segredos mais secretos, digamos assim. 50 representa a antiguidade. O número diz respeito à média de pessoas, nos acampamentos de caça, em comunidades primitivas. Assim sendo, eram as pessoas próximas que podiam ser amigas. 150 é o número médio dos grupos do período neolítico, dos clãs da sociedade pré-industrial, das menores cidades inglesas no século 11.

Esse é um círculo infinito. O nosso cérebro, conforme falamos anteriormente, comporta no máximo 150 amigos divididos em grupos. Podemos sempre fazer essa rotação. Grupos de amigos do peito costumam ser compostos por, pelo menos, 5. Os grupos de empatia moderada, com 15. Número típico, que é a média, composto por 50 pessoas. Já o limite de amigos é de 150.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo, afinal, o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento. Aproveite para fazer um tour por nosso site e viaje por um universo de curiosidades.

Próxima Matéria
Diogo Quiareli
Geminiano, 25 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+