Porque viver a bordo da Enterprise, de Star Trek, seria horrível

POR Gabi Noronha    EM Fatos Nerd      13/04/17 às 16h46
foto de destaque

Fato incontestável: Star Trek marcou toda uma geração e ainda conseguiu influenciar muitos avanços científicos dos quais desfrutamos os resultados ainda hoje. Naquela época, as pessoas que acompanham a série, sonhavam em vestir o uniforme e viajar para os confins do espaço e tempo. Sonhavam em ir corajosamente aonde nenhum ser humano jamais foi. O bacana de quando se é criança, é justamente essa inocência, acreditar que todas as aventurais espaciais e as descobertas científicas seriam facilmente vividas.

Acontece que viver a bordo de uma nave intergaláctica pode não ser tão legal quanto se imaginava. A seguir, selecionamos alguns probleminhas que dificultariam uma vida próspera na lendária Enterprise.

O teletransporte provavelmente te mataria várias vezes

Nada é mais icônico sobre a Enterprise do que seu sistema de transporte acessível. Mas eis uma coisa que pode fazer mudar de ideia quanto a usar essa invenção muito útil. De acordo com um vídeo do canal CPG Gray, para usá-lo, você precisa morrer. Sim, o transportador pode muito bem ser uma "caixa de suicídio", dando-lhe um show de luz rápida e, em seguida, uma eternidade do nada.

Os transportadores funcionam dividindo cada um de seus átomos e, em seguida, remontando-os do outro lado. É dessa forma que o replicador da nave opera. Uma cópia sua é feita, usando um mapa detalhado dos átomos de seu corpo, ou seja, teoricamente os originais estão mortos e o que continua vivendo sua vida não passaria de uma réplica do seu "antigo" corpo.

Não há banheiros

Mais de seis séries e treze filmes, Star Trek nos mostrou inúmeros lugares da galáxia e toda a complexidade da condição humana, contudo, há uma coisa que ela ainda não explorou: o banheiro. Vimos cada canto da Enterprise, dos tubos de transporte às salas de máquina, mas nada desse cômodo sagrado. E pode haver uma boa razão para isso.

De acordo com o próprio comandante William Riker, que conduziu uma excursão na nave intitulada Star Trek Interactive Technical Manual, há apenas um banheiro. Se isso for verdade, é um milagre a forma como não vemos membros a bordo sapateando à espera de ser o próximo a usar o cômodo.

Febre da cabine

Por mais incrível que seja, estar preso em uma lata gigante no meio do universo, pode não ser bom para o bem-estar. Segundo o Seeker, nossos métodos atuais de viagens espaciais oferecem um monte de visão sobre o que a tripulação da empresa pode estar passando. Dizemos que não é surpreendente que eles precisem de um conselheiro a bordo.

De acordo com relatórios do Human Research Program da NASA, as missões em locais remotos - como a Antártida - criam o risco de "erros de desempenho humano aumentados devido à perda de seno, fadiga, sobrecarga de trabalho e dessincronizarão circadiana". Por exemplo, uma briga entre astronautas na estação espacial russa Mir, forçou todos a terminarem a missão mais cedo. Ou seja, ficar confinado literalmente no meio do espaço, tendo que conviver por anos com as mesmas pessoas, vendo todos os dias os mesmos lugares e tendo sempre a mesma rotina, pode acabar te enlouquecendo. Mesmo em uma nada tão grande e tão interessante como a Enterprise.

Você só vale alguma coisa se for parte da tripulação principal

Poeticamente somos todos protagonistas de nossas próprias histórias. Você é o líder de sua vida e todos mundo é apenas um integrante paralelo. Porém, se você servir a Enterprise, não passará de uma carga extra, na melhor das hipóteses. Isso porque dificilmente alguma coisa acontecerá com você, ao menos não diretamente. As melhores acontecem com os principais membros da tripulação, eles vivem as maiores aventuras, tem mais atividades de reconhecimento e sempre ficam com os méritos de qualquer resultado positivo. Você pode até trabalhar arduamente, mas vai ser bem complicado deixar de ser a pessoa que aperta os botões.

Se o replicador quebrar, sua alimentação estará comprometida

O replicador soa como a melhor invenção de toda a história da ficção científica. Um mecanismo que pode fabricar qualquer tipo de comida e qualquer receita que você pode imaginar, isso em apenas segundo. É simplesmente sensacional. Acontece que mesmo as invenções mais brilhantes possuem desvantagens. E se a máquina quebrar? Como ficaria a alimentação da tripulação? Porque não existe comida na Enterprise. Nenhuma. Apenas o replicador. A resposta quem nos fornece é Star Trek: Voyager que, depois de passarem por tal situação, eles veem a necessidade de cultivar parte de seu estoque de alimentos.

Você concorda com a lista? Qual outra desvantagem teria em viver na lendária Enterprise? Não deixe de compartilhar sua opinião conosco! Lembrando que não temos a intenção de impor verdades, desrespeitar e nem ofender ninguém. Nosso intuito é apenas de informar, instigar e entreter mentes curiosas.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

2 SINAIS QUE FALTAM PARA JESUS VOLTAR - E SE FOR VERDADE

Próxima Matéria
Via   Grunge  
avatar Gabi Noronha
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Para mais aventuras Instagram: @gabinoronhaf Para comentários aleatórios e breves análises Twitter: @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+