• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Povo queniano ganha uma usina que transforma água salgada em potável

POR Cristyele Oliveira    EM Compartilhando coisa boa      28/08/19 às 18h32

Todos nós sabemos como a água é essencial a nossa vida. E embora muitos de nós temos fácil acesso a ela e a qualquer momento, muita gente no mundo não conta com a mesma sorte. É uma triste realidade de milhares de pessoa em todo o planeta que não tem acesso água potável. Como existem pessoas morrendo de fome, também existem pessoas morrendo de sede. E pensar nisso em um planeta onde 70% é água é um pouco contraditório. Porém, essa porcentagem de água que cobre o planeta Terra é em maior parte água dos oceanos, ou seja, é uma água que não serve para o consumo humano.

Uma opção para resolver esse problema seria transformar a água salgada dos mares em água potável. E isso já era possível há algum tempo, porém com um valor muito alto, o que inviabilizava o processo. Mas felizmente isso não é mais um problema. Graças a uma organização sem fins lucrativos que criou uma estação de tratamento de água usando energia solar. Esse novo sistema pode ser a solução definitiva para a falta de água no planeta. E o projeto piloto instalado na cidade de Kiunga, no Quênia tem mudado a vida de muitos quenianos.

Tratamento de água

Atualmente, cerca de 2.200 milhões pessoas não tem acesso a água potável no mundo. O que é um problema realmente urgente, já que a água é essencial a vida. O desafio nesse caso é transformar a água salgada dos oceanos em água potável. O que poderia realmente mudar a história da humanidade para sempre e de uma forma mais do que positiva. A ONG GivePower parece ter encontrado a solução para esse problema, o que pode colocar um fim na falta de água mundial.

A GivePower desenvolveu uma nova estação de tratamento de água que usa energia solar. E o primeiro teste do novo sistema foi implantando em uma pequena cidade do Quênia, na África. Lá a maior parte da população enfrenta uma verdadeira batalha para obter um pouco de água limpa.

Kiunga foi a cidade escolhida para sediar o projeto piloto da planta solar que transforma água salgada em água limpa. E o primeiro teste foi um verdadeiro sucesso. E a população não poderia estar mais feliz com água potável para todos os moradores.

O sistema

Depois do sucesso que foi a instalação no Quênia, a ONG já está planejando levar o sistema para outras partes do mundo, como a Colômbia e o Haiti. Como a planta de energia funciona usando energia solar, o processo de dessalinização consome muito menos eletricidade. E isso reduziu consideravelmente o custo do processo.

O sistema de dessalinização de energia solar é capaz de oferecer água potável para 35 mil pessoas todos os dias. Segundo a GivePower, essa usina não causa nenhum impacto negativo ao meio ambiente, e que não produz nenhum tipo de substância poluidora que possa prejudicar à fauna e flora do lugar.

Assim como os moradores de Kiunga, milhares de pessoas em todo o mundo precisam percorrer longas distâncias para obter um pouco de água, muitas vezes de uma única fonte disponível. E que muitas vezes nem tem um sistema de tratamento ideal, fazendo com que a água consumida não seja totalmente segura, podendo causar várias doenças.

A ONG já forneceu energia para mais de 2.500 escolas, empresas e serviços de emergência em todo o mundo, transformando a vida de mais de 300 mil pessoas. E não pretende para por aí, a GivePower irá continuar arrecadando fundos para continuar levando essas instalações de usinas solares para outros lugares, e assim ajudar a fornecer água potável para milhoes de pessoas.

E você, o que achou desse novo sistema? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

Próxima Matéria
Via   Nation  
Imagens Nation
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+