• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Primeira cauda de dinossauro preservada é encontrada após 99 milhões de anos, veja imagens

POR Karen Batista    EM Ciência e Tecnologia      07/03/17 às 19h29

Os dinossauros sempre foram criaturas que mexeram e muito com o nosso imaginário. Não é à toa por exemplo, que existe um verdadeiro mercado que lucra com a venda de produtos relacionados a esses animais, como os próprios filmes de Hollywood, a indústria de brinquedos e etc.

Mas a notícia que trazemos por outro lado, é de deixar qualquer dinossauromaníaco com os cabelos de pé!

O achado em questão, se trata de uma cauda emplumada de dinossauro que foi encontrada completamente preservada em um âmbar na Birmânia.

A espécie de dinossauro que a essa cauda pertenceu, dominou a terra a aproximadamente 160 milhões de anos atrás. Os exames realizados com a plumagem, revelou que a sua coloração natural era castanha, puxada para o marrom, mas revelou também, que a cauda também possuía a coloração branca em seu lado inferior.

Segundo o co-autor da pesquisa sobre essa descoberta, que foi divulgada na revista "Current Biology", o Doutor Ryan McKellar, " Essa foi a primeira vez que encontramos material de dinossauro preservado em âmbar".

O autor chefe da descoberta, se chama Lida Xing, e leciona na Universidade Chinesa de Geociências. Lida encontrou a cauda sendo comercializada em um mercado de âmbar na Birmânia, e não pode acreditar no que viu, após colocar os seus olhos na descoberta.

Até então, o comerciante proprietário do âmbar, havia polido a peça para que ela fosse comercializada como joia. Na ocasião ele acreditava que o material encontrado no interior do âmbar, nada mais era do que alguma vegetação.

A peça que tem 99 milhões de anos foi levada para ser avaliada, com a finalidade de descobrirem também, o local onde ela foi encontrada.

Os exames finais revelaram que definitivamente se tratava de partes da cauda de um dinossauro que existiu de verdade. Essa espécie de dinossauro em questão, era toda plumada, e por esse motivo, chegou a confundido os historiados, que desconfiavam que podia se tratar da plumagem de algum pássaro antigo.

Segundo o Dr.McKeller que realizou os exames: " Nós podemos ter certeza que a fonte porque as vértebras não são fundidas em haste ou pygostyle, como são em pássaros modernos e em seus parentes próximos".

Além disso, ele acrescentou: " Em vez disso, a cauda é longa e flexível, com quilhas de penas correndo para baixo de cada lado".

Essa foi a evidencia crucial de que a amostra realmente havia pertencido a um dinossauro.

McKellar também afirmou que existem sinais evidentes de que o dinossauro ainda possuía fluídos quando foi incorporado a uma espécie de resina, provida de árvores, que veio a formar o âmbar.

Essa evidencia, indica que ele pode ter ficado preso nessa substancia ainda vivo!

E então queridos leitores, você podia imaginar que veria diante dos seus olhos, imagens reais de plumas de dinossauro? Conta pra gente aqui em baixo pelos comentários!

Próxima Matéria
Via   bbc  
Karen Batista
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+