• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Qual a diferença entre serial killer, assassino em massa e spree killer?

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      02/12/19 às 12h59

Você sabe qual a diferença entre serial killer, assassino em série e spree killer? Pois é, existe um ou outro fator que determinam o padrão daqueles que tiram vidas. Para conhecer melhor cada padrão, é preciso, basicamente, analisar os tipos de crimes e a magnitude de tais atos.

Mas quais pontos, especificamente, determinam tais perfis? Analogamente, há inúmeros. Entretanto, para tal, seguiremos um manual de classificação do FBI (Federal Bureau of Investigation), que especifica estes tipos de assassinos. Confira agora, quais diferenças são essas.

Mass Murderers

Mass Muderer, ou assassino em massa, é o criminoso que perpetua o famoso assassinato em massa. Ou seja, nesse cenário, diversas pessoas são mortas, em um único momento e em um único local. Além disso, a morte, geralmente, é ocasionada por uma razão específica.

De acordo com especialistas, o assassino em massa comete um determinado crime, quando está profundamente perturbado. Acredita-se que, nesse momento, o autor do crime sofre um surto psicótico, que distorce a realidade.

Em muitos dos casos já relatados, o assassino em massa, quando comete o crime, no final, acaba cometendo suicídio. Em contrapartida, há exceções. Como exemplos, podemos citar aqui, o caso do assassino James Holmes.

Holmes foi culpado pelo homicídio em primeiro grau de 12 pessoas, em um cinema em Aurora, no estado americano do Colorado, em julho de 2012. Na ocasião, o assassino abriu fogo contra uma multidão, durante a estreia do filme Batman: O cavaleiro das trevas ressurge. Além de provocar as 12 mortes, 70 pessoas ficaram feridas.

Spree Killers

Aqui, o local do crime é o fator que distingue o assassino em massa e o assassino relâmpago. Enquanto o assassino em massa comete o crime em um local específico, o assassino relâmpago atua em dois, três e até quatro locais distintos, em um determinado intervalo de tempo.

Para agir em mais de um local, o assassino relâmpago atua em conjunto, com outros assassinos do mesmo perfil. Afinal, o assassino em massa, por cometer o crime em um único local, age sozinho.

Outro fator, que diferencia ambos perfis, é a maneira como o crime ocorre. O assassino relâmpago age de forma impulsiva, diferente do assassino em massa, cujos crimes são premeditados.

O caso mais comum, que ilustra tal definição, é o dos Maníacos de Dnepropetrovsk, no qual dois jovens foram condenados à prisão perpétua pela justiça ucraniana, em 2009, depois de cometerem 21 assassinatos, entre junho e julho de 2007.

Serial Killers

O serial killer comete vários assassinatos, com um determinado intervalo de tempo durante esses homicídios, às vezes dias, anos. Além disso, os casos, que envolvem serial killers, não existem apenas com a descarga de tensão e agressividade, embora estejam presentes.

O que os difere, além do lapso de tempo entre os homicídios, é a forma adotada para a realização do ato, a escolha da vítima, a sensação obtida na realização e cada ato, que mais se assemelha, na maioria das vezes, a um ritual.

No que se refere à quantidade de vítimas para se classificar o indivíduo como serial killer ou não, existe divergência. Para alguns estudiosos, duas mortes já são suficientes para caracterizar um serial killer.

Para outros, fazem-se necessárias pelo menos quatro mortes, para se classificar um assassino como serial killer.

Próxima Matéria
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+