icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


Qual a diferença entre as pessoas normais e os psicopatas?

POR Ultra Curioso EM Ciência e Tecnologia 14/06/17 às 19h09

capa do post Qual a diferença entre as pessoas normais e os psicopatas?

Psicopata é a definição dada às pessoas que possuem um padrão comportamental caracterizado como antissocial, empático e com atitudes desmedida. Esse conceito surgiu após médicos identificarem o porque muitos criminosos cruéis e agressivos não pareciam ser loucos. Aproveite para ler essa nossa matéria sobre o que é um psicopata.

Comportamentos como: agir de forma mal educada, agredir outras pessoas impulsivamente são algumas das características de pessoas psicopatas. De acordo com algumas estatísticas, cerca de 4% da população é formada por psicopatas e, cada um de nós esbarramos em, pelo menos, 15 deles enquanto vivemos.

No entanto, o que diferencia as pessoas com personalidades normais das psicopatas são alguns traços, por exemplo, o fato delas não possuírem um olfato bom. Isso porque de acordo com estudos da Universidade de Macquarie, na Austrália, elas possuem um baixo funcionamento dos córtices orbitais de seus cérebros, sendo assim, costumam sentir dificuldades em tentar descrever certos tipos de aromas.

Também faz parte do comportamento de pessoas psicopatas não assumir responsabilidades e gostar de alimentos amargos. Outro fator que contribui na hora de identificar uma pessoa com esse tipo de transtorno é que normalmente elas costumam se isolar. Geralmente pessoas com essas características são portadoras de uma patologia psicológica, que afetam os estados psíquicos.

Diagnóstico

Segundo especialistas, identificar uma pessoa psicopata não é uma tarefa muito fácil, pois algumas de suas características se assemelham a traços que uma pessoa considerada "normal" também possui, já que todos nós carregamos certas caraterísticas psicopáticas.

"É um diagnóstico muito difícil, que descreve determinados comportamentos e sintomas, mas eles precisam ser constantes e frequentes, e os doentes não conseguem se desvincular destes traços. Por outro lado, nós, que não somos doentes, muitas vezes apresentamos estes mesmos traços", comentou o professor de psiquiatria forense e membro da Associação Brasileira de Psiquiatria, Talvane de Moraes.

Ainda segundo Talvane, fazer um diagnóstico preciso desse tipo de doença também é difícil, já que geralmente os traços não costumam ser nítidos e constantes. "Os traços são como a febre. Quando nossa temperatura sobe, pode ser a manifestação de um resfriado ou de uma pneumonia, pode ser muito ou pouco sobre a doença", disse.

"Precisa ter certeza que este comportamento é uma regra na vida do paciente. Há uma diferença na intensidade e na frequência dos sintomas entre um psicopata e um sujeito com problemas de adequação social", completou.

Tratamento

O tratamento para esse tipo de deformação moral também é complicado. A psiquiatra e psicanalista da Sociedade Brasileira de Psicanálise, Leda Beolchi Spessoto, conta que as pessoas com esse tipo de transtorno não assumem a doença. "Se assume, não quer por em cheque que está com o transtorno. E procurar ajuda profissional já é um terceiro passo", disse ela.

E aí, você acha que conhece ou já esbarrou em algum psicopata ao longo desses últimos anos? Deixe o seu comentário abaixo.


Próxima Matéria
avatar Ultra Curioso
Ultra Curioso
Ultra Curioso o acervo de um dos maiores sites de curiosidades brasileiros.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest