• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Qual é o maior animal que uma cobra pode engolir?

POR Arthur Porto    EM Natureza      15/10/19 às 14h06

Você sabe qual é o maior animal que uma cobra pode engolir? Quando jogamos a seguinte pergunta em um domínio de busca, encontramos de tudo um pouco. No YouTube, por exemplo, é possível encontrar alguns vídeos bem perturbadores. Independente dos tipos de animais que fazem parte da cadeia alimentar do réptil, a variante que mais chama atenção é o tamanho.

Há inúmeros vídeos, que mostram cobras se alimentando de animais bem maiores que sua própria estrutura. Neles, é possível observar, por exemplo, uma cobra engolindo um jacaré, um cervo, um porco, um crocodilo ou até mesmo uma vaca. Em 2005, guardas-florestais americanos registraram, em um parque, uma píton que simplesmente "explodiu" após tentar engolir um jacaré. Já em 2006, na Malásia, uma cobra de seis metros devorou uma ovelha prenhe.

Mas afinal, qual é o maior animal que uma cobra pode devorar?

As cobras são animais extremamente diversos. Além disso, tais répteis são incrivelmente numerosos. Em suma, as cobras habitam diversos tipo de habitats, e sua alimentação varia de acordo com o meio em que vivem.

"Você pode encontrar cobras que comem minhocas, moluscos e grandes presas, incluindo mamíferos", disse Julia Klaczko, zoóloga da Universidade de Brasília.

De acordo com especialistas, a relação existente entre as cobras e a alimentação é um pouco incomum. Sem a necessidade de produzir calor corporal, uma cobra pode consumir muito menos calorias do que a maioria dos outros animais de sangue quente do seu tamanho.

Cobras fêmeas, por exemplo, podem se manter vivas e se reproduzir mesmo se consumirem menos de 3% da quantidade de presas que um animal de sangue quente, de tamanho semelhante precisaria.

Mesmo possuindo tais características, as cobras ainda precisam comer. "A capacidade de comer presas grandes não é algo pontual na evolução das cobras", disse Klaczko. De acordo com estudos, foi possível identificar que evidências sugeriam que diferentes linhagens de cobras desenvolveram características semelhantes, que as permitem capturar, engolir e digerir suas presas.

Processo

Ao contrário da crença popular, as cobras não deslocam suas mandíbulas para ingerir a presa. Em vez disso, esses répteis usam uma coleção especializada de ossos, ligamentos e músculos do crânio para abrir a boca. É por meio desses movimentos, que uma cobra torna-se extremamente capaz de alimentar-se de animais maiores que sua própria estrutura.

"A mandíbula da cobra não está presa ao crânio, como muitos pensam. Elas possuem ligamentos extremamente flexíveis nas mandíbulas que as permitem abrir a boca mais do que imaginamos".

Após abrir a mandíbula, a cobre ingere a presa com auxílio do trato digestivo. Agora, esse processo ocorre com animais pequenos. Ao comer presas maiores, as cobras usam ossos localizados na cabeça e na mandíbula para ingerir tais animais, conforme disse Klaczko.

Veados e gado estão entre os maiores animais que as cobras foram capazes de comer. Em 2018, na Flórida, uma píton birmanesa de 14 kg engoliu um cervo de 16 kg. Essa foi a maior proporção entre presa e predador já documentada, de acordo com a Conservancy of Southwest Florida.

No entanto, a cobra morreu depois de regurgitar o cervo. E a variação individual no tamanho e na forma da presa e no tamanho da abertura da boca de uma cobra torna impossível saber qual é o maior animal que uma cobra pode engolir.

Embora os humanos não estejam na cadeia alimentar desses répteis, alguns casos já foram registrados. De acordo com a National Geographic, em 2017, um homem de 25 anos foi engolido por uma píton, na Indonésia.

Próxima Matéria
Via   livescience  
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+