• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Quantas pessoas morreriam nas primeiras horas de uma guerra nuclear?

POR Renata G Pereira    EM Curiosidades      25/09/19 às 17h19

Desde a criação das bombas atômicas, a humanidade vive o medo de que, se uma guerra for declarada, bombas nucleares serão usadas. E as consequências seriam desastrosas. Em suma porque, além do poder de destruição, o resultado do uso seria a extinção da raça humana. Os efeitos do pós bomba, como radiação e o inverno nuclear, seriam fatais.

Em síntese, alguns exemplos vivos são as cidades de Hiroshima e Nagasaki. Estas cidades foram devastadas, tendo muitas mortes e destruição. Contudo, o resultado de uma bomba em uma outra cidade poderia ser completamente diferente.

Em uma guerra, a destruição seria em larga escala, em grandes proporções. E aqueles que não morrerem com as explosões, morrerão com os efeitos colaterais.

Pensando nisso, pesquisadores de Princeton elaboraram um estudo. E nesse estudo, queriam saber quantas pessoas morreriam, nas primeiras horas de uma guerra nuclear.

As primeira horas de uma guerra nuclear

O que despertou o interesse dos pesquisadores, pelo estudo, foi a postura de várias nações com relação à armas nucleares atualmente. De acordo com as primeiras hipóteses deles, cerca de dezenas de milhões de pessoas morreriam nas primeiras horas de uma guerra nuclear.

Então, o que aconteceria se uma guerra nuclear fosse declarada agora? Segundo os pesquisadores,do grupo Science & Global Security, em Princeton, cerca de 91,5 milhões de pessoas seriam afetadas, sendo que 34,1 milhões seriam feridas e mortas de imediato, e outras 57,4 milhões morreriam dentro de poucas horas, após o início do conflito.

Os pesquisadores, para o estudo que realizaram, imaginaram um cenário baseado no atual plano hipotético de guerra dos Estado Unidos e Rússia. Nesse cenário, a simulação consiste em um primeiro tiro de alerta nuclear, que seria como um tiro de aviso. E esse tiro seria para atingir uma única base militar.

E então, seguindo os protocolos, a Rússia enviaria cerca de 300 ogivas, em aviões e mísseis, tentando atingir as bases da OTAN. E, consequentemente, os Estados Unidos revidariam com mais 180 dispositivos nucleares. Essa fase duraria em média três horas e mataria ou iria ferir gravemente, inicialmente, 2,6 milhões de pessoas.

Em suma, dando continuidade à simulação, um país revidaria o outro, causando mortes e destruição em massa. E vale lembrar que essa simulação não conta com a participação de outros países, ou seja, a destruição, seria muito maior.

Consequências de uma guerra nuclear

Inicialmente, os prejuízos seriam a perda de mais de 90 milhões de vidas e o extermínio de cidades inteiras. E para os sobreviventes, a radiação e o inverno nuclear, mataria outras milhares em pouco tempo.

O conhecido inverno nuclear acontece devido ao acúmulo da fuligem residual das explosões. Essa fuligem é lançada na atmosfera. E o resultado é a diminuição da incidência dos raios solares, devido à destruição da camada de ozônio.

Consequentemente,haveria uma queda da temperatura no planeta. E esse fenômeno afetaria as plantações, a vida animal e as águas dos rios e oceanos. E com isso, causando morte e um total desequilíbrio em todo o ecossistema do planeta.

Próxima Matéria
Via   minilua     iflscience  
Renata G Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+