icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Quanto o Brasil arrecadaria para os cofres públicos se a maconha fosse legalizada?

POR Magno Oliver    EM Curiosidades      16/01/17 às 14h18
capa do post Quanto o Brasil arrecadaria para os cofres públicos se a maconha fosse legalizada?

Você sabe o que acontece quando um animal ingere maconha? Aqui no site da Fatos Desconhecidos, nós já explicamos para você o que acontece com o corpo dele nessa situação.

A maconha é um termo usado para se referir às folhas, sementes e folhas secas da planta de cânhamo indiano e é considerada a droga ilícita mais popular do mundo.

Segundo o Levantamento Nacional de Álcool e Drogas(Lenad) feito por pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, divulgado em 2012, "cerca de 1,5 milhão de adolescentes e adultos usam maconha diariamente no Brasil". 

Apesar de ter o uso proibido no Brasil, a maconha movimenta um mercado clandestino que movimenta milhões em dinheiro. Já pensou quanto o Brasil arrecadaria para os cofres públicos se ela fosse legalizada?

Um estudo construído por profissionais da Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados chamado "Impacto Econômico da Legalização da Cannabis no Brasil", publicado no jornal O Globo, fez uma estimativa no número de usuários brasil e concluiu que "a legalização da maconha no Brasil movimentaria, ao ano, R$ 5,7 bilhões, com perspectiva de gerar uma arrecadação tributária de R$ 5 bilhões.

Com base em experiências internacionais e dados nacionais, a pesquisa estimou um público consumidor recreativo de cannabis de 2,7 milhões de pessoas no país.

A projeção de receita considerou um mercado regulado, aos moldes do que fez o Uruguai, com limite máximo de compra de 40 gramas ao mês por usuário. No cenário traçado, os impostos cobrados do setor seriam os mesmo hoje aplicados à indústria do tabaco". 

Redução com gastos no sistema prisional

O estudo revelou ainda uma estimativa inédita. Além da arrecadação aos cofres públicos, haveria uma redução de R$ 997,3 milhões de gastos anuais com o sistema prisional, depois que traficantes com envolvimento em crimes relacionados à maconha deixassem de ser encarcerados.

Segundo um dos autores do estudo, o consultor Pedro Garrido da Costa, em entrevista ao jornal O Globo, " há muitas lacunas em termos de estatísticas, mas reunimos a literatura e os números disponíveis para avaliar a medida do ponto de vista econômico.

O estudo serve à Casa, mas também aos formuladores de políticas públicas, estudiosos do tema, ao público em geral".

Foi considerado na pesquisa o preço de US$ 1,20 por grama de maconha, com base nos dados do Uruguai. Assim, com base na cotação do dólar à época do estudo, cada usuário poderia gastar cerca de R$ 3,60, o total de R$ 2.073,60 por ano.

O valor bruto movimentado com a venda da erva aliado da estimativa de arrecadação daria em torno de R$ 5 bilhões. Segundo o jornal, " num segundo cenário traçado pela pesquisa, com base no que ocorreu no Colorado(EUA), haveria um incremento de consumidores pós-liberação, que chegariam a 3,2 milhões de pessoas, responsáveis por gerar uma receita ao Estado estimada em R$ 5,9 bilhões.

Para calcular a arrecadação, foram considerados cinco tributos federais e um estadual, cuja alíquota usada no levantamento foi a de São Paulo".

O que você achou do apontamento da pesquisa sobre a maconha no Brasil? Mande seu comentário para gente!


Próxima Matéria
Via   oglobo     g1  
avatar Magno Oliver
Magno Oliver
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest