• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Quanto tempo uma pessoa pode ficar sem respirar?

POR Cristyele Oliveira    EM Curiosidades      04/11/19 às 12h53

Respirar é algo tão natural e essencial que, às vezes, até nos esquecemos que estamos respirando. Não é como se fosse algo que tenhamos que pensar muito para fazer ou se esforçar, acontece de forma natural. Porém, se a gente ficar alguns minutos sem ar, já percebemos o quanto precisamos do ar. Até porque, se ficarmos muito tempo sem respirar, podemos perder a consciência e seguimos até morrer. Mas até chegar nesse fase, vai algum tempo. Você mesmo, quanto tempo já conseguiu ficar sem respirar? Pouco mais de minutos e olhe lá. Mas existem pessoas que conseguem ficar um pouco mais do que isso, geralmente, aquelas pessoas que buscam quebrar recordes.

Uma pessoa normal, sem nenhum preparo e treinamento para ficar longos períodos sem receber ar, aguenta ficar entre um e dois minutos no máximo. Como explica o professor de fisiologia da UFF, Antonio de Nóbrega, além desse período, já começa a faltar oxigenação no cérebro e a pessoa desmaia. Mas o corpo humano é algo tão incrível, que mesmo desmaiado, ele consegue se recompor. "Interessante é o mecanismo de proteção que faz o indivíduo voltar a respirar espontaneamente durante o desmaio, o que explica a impossibilidade de tentar suicidar-se trancando a respiração", explica o professor.

Respiração

A respiração é essencial para nossa vida, assim como a água. Se uma pessoa para de respirar, obviamente, ela está morta. Precisamos respirar o tempo todo, para que o nosso organismo esteja sempre se abastecendo de oxigênio. Esse, que é o principal combustível das células, e que sem ele, o nosso corpo não conseguiria a energia necessária para se manter vivo. Ou seja, sem respiração, sem oxigênio e sem vida.

Parece ser algo bem simples mas, na verdade, se trata de um processo bem complexo. Primeiro, o ar, que é rico em oxigênio, entra pelas, narinas e é filtrado. Logo depois ele passa pela faringe e pela laringe até chegar à traqueia, onde é distribuído no pulmão pelos brônquios. Lá, os bronquíolos, que são ramificações dos brônquios, irrigam os alvéolos pulmonares. Em suma, são eles que irão distribuir o oxigênio pelo sangue. Nessa etapa, o diafragma relaxa e faz com que o ar, que agora passou por trocas gasosas e está rico em gás carbônico, percorra o mesmo caminho para ser liberado de volta para fora do corpo.

Quando estamos inspirando e respirando, não podemos imaginar quanta coisa acontece dentro do nosso corpo, em questão de segundos. Então, sendo tão essencial assim, ficar sem respirar por muito tempo é impossível. Afinal, a falta de oxigênio leva ao mal funcionamento dos órgãos vitais, e prejudica a circulação, causando a morte dos tecidos.

Maior tempo sem respirar

Enquanto pessoas comuns não conseguem superar os dois minutos sem respirar, atletas em apneia conseguem ficar um pouco mais. A mergulhadora profissional brasileira, Karol Meyer, já conseguiu ficar 18 minutos e 32 segundo em apneia estática sem respirar. Esse recorde foi quebrado por outro brasileiro, Ricardo Bahia, que conseguiu ficar 20 minutos e 21 segundos. No entanto, o mergulhador alemão Tom Sietas conseguiu bater esse recorde, e hoje, mantém o título de maior tempo sem respirar, no caso, 22 minutos e 22 segundos, embaixo da água.

Mas não tente, em hipótese alguma, fazer isso na piscina de casa. Esses profissionais são treinados para isso, e aprendem várias técnicas para guardar mais volume de ar, no corpo e mergulhar de forma adequada. Além de se concentrar, já que a atividade cerebral também consome oxigênio.

Enfim, quanto tempo você já conseguiu ficar sem respirar? Conta para a gente nos comentários e aproveite para compartilhar com o seus amigos.

Próxima Matéria
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+