icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Quem é o garotinho sírio da foto que viralizou e o que aconteceu com ele?

POR Mateus Graff    EM Curiosidades      18/08/16 às 19h46
capa do post Quem é o garotinho sírio da foto que viralizou e o que aconteceu com ele?

A imagem do menino ferido depois dos bombardeiros na cidade de Aleppo, na Síria, comoveu o mundo. Com o rosto coberto de sangue, cheio de poeira dos escombros do prédio atingido e sozinho na ambulância, ele reflete muito a situação crítica pela qual passa a região. Pelo menos 33 civis e 19 rebeldes morreram nos ataques, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

A imagem que mostra Omran Daqneesh foi muito compartilhada na internet e causou emoções em várias pessoas. Os ataques foram feitos pelos militares do regime sírio e fazem parte da disputa entre o governo e os rebeldes locais pelo domínio da região. O edifício atingido era habitado por civis e desmoronou pouco tempo depois do resgate, confiram no vídeo abaixo o resgate do garoto sendo feito:

A imagem, feita pelo grupo opositor sírio Aleppo Media Center (AMC), foi divulgada pela agência Associated Press. A BBC informou que os pais e os três irmãos do garoto teriam sobrevivido ao bombardeio, mas a identidade deles não foi divulgada. A criança não chegou a sofrer nenhum sofrimento grave e passa bem. Essa foto lembrou muito uma imagem de 2015 do garoto Aylan Kurdi, que tinha apenas 3 anos de idade e foi encontrado morto em uma praia na Turquia depois que o barco em que estava com sua família afundou em caminho para a Grécia.

Desde do ano de 2012, a Aleppo vive uma guerra civil e está sofrendo uma série de ataques de dentro da própria Síria e também da aliada Rússia, em meio a disputas entre o regime sírio e rebeldes na tentativa de reconquistar e região. A briga se intensificou nas últimas semanas e estima-se que mais de 300 mil sírios já foram mortos e, por enquanto, não há perspectivas de resolução da situação.

O enviado especial da Organização das Nações Unidas para a Síria, Staffan de Mistura, disse nesta quinta que nenhum comboio de ajuda alcançou áreas sitiadas da Síria no mês passado, segundo a Reuters. A força-tarefa humanitária foi suspensa até a próxima semana como sinal para grandes potências. Staffan disse que uma pausa de 48 horas em confrontos na cidade síria de Aleppo será o principal tópico de um encontro nesta quinta-feira de um grupo de países que trabalham para a cessação das hostilidades.

"Eu insisto, em nome do secretário-geral [da ONU]: para se ter uma pausa de 48 horas em Aleppo, para começar, irá requerer um grande esforço não só da Rússia e dos Estados Unidos, mas também daqueles que possuem influência em solo", disse Staffan a repórteres em Genebra.

A comissão das Nações Unidas, que investiga os crimes praticados em mais de cinco anos de guerra na Síria, afirmou que cerca de 100 mil crianças na região leste de Aleppo podem ser as próximas vítimas da estratégia "render-se ou morrer". A maioria dos civis que morreram estavam nos distritos de Al Sajur e Tariq Al Bab, no leste de Aleppo, que são controlados pela oposição armada, onde dezenas de pessoas também ficaram feridas.

E aí amigos, já sabiam da história do garotinho? Comentem!


Próxima Matéria
Via   g1     Vix  
avatar Mateus Graff
Mateus Graff
https://www.instagram.com/mateusgraff/ https://www.facebook.com/mateus.adjutomartinsgraff
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest