icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Quem herda o trono quando o rei e a rainha têm gêmeos?

POR Erik Ely EM Curiosidades 16/09/20 às 12h16

capa do post Quem herda o trono quando o rei e a rainha têm gêmeos?

Dentro das regras de uma realeza, entendemos que o rei ou a rainha são os chefes de Estado de uma determinada nação. Assim, esse governo monárquico possui as próprias regras e uma linha de sucessão dentro da família real. Nesse sentido, é isso que irá dizer quem será nomeado o próximo rei ou rainha. De maneira simplificada, para essa escolha, é visto quem é o primogênito e quem é do sexo masculino. No entanto, algumas situações podem confundir esse tipo de nomeação. Afinal, quem herda o trono quando o rei e a rainha têm gêmeos?

Quem veio primeiro e quem veio depois? É homem ou mulher? Tudo isso precisa ser levado em consideração para a escolha do próximo rei e rainha. Dessa forma, podemos entender melhor essa situação dando uma rápida olhada para o que já aconteceu no passado.

Esse tipo de situação já aconteceu antes

Atualmente, a monarquia monegasca, ou seja, do Principado de Mônaco, é composta por descendentes da Casa de Grimaldi. Nesse caso, a monarquia é governada por Alberto II de Mônaco e sua esposa, Charlene, Princesa do Mônaco. Até então, tudo bem, no entanto, o caso se torna um pouco mais complicado quando analisamos a situação dos próximos descendentes da família. Isso porque, o casal teve possui dois filhos gêmeos. São eles: Gabriela, Condessa de Carladès e Jacques, Príncipe Herdeiro do Mónaco.

No caso da constituição de Mônaco, o filho mais velho do soberano é quem herda o trono. No caso de uma filha mais velha, ela é quem fica com o trono. De toda forma, a preferência é pelo primogênito e, sem seguida, por herdeiros do sexo masculino, como afirma a Lei Sálica. Dito isso, apenas dois minutos separam a escolha do trono do Principado de Mônaco.

Afinal, qual dos gêmeos nasceu primeiro?

Apesar de Gabriela ter nascido dois minutos antes, Jaime é o primeiro na linha de sucessão ao seu pai Alberto II. Isso acontece porque, apesar da prioridade ser para quem nasce primeiro, no caso de gêmeos, os dois teoricamente nasceram "juntos". Dessa forma, o trono é priorizado para aquele filho que é do sexo masculino. Assim, caso o casal tivesse tido gêmeos univitelinos, ou seja, do mesmo sexo, o primeiro que nasceu seria anunciado como herdeiro do trono.

Em 2014,  as crianças foram recebidas com uma saudação de 42 disparos de um velho forte sobre o mar. Além disso, sinos de igrejas também foram tocados por 15 minutos, sendo seguidos de sirenes de barcos na cidade-estado mediterrânea. Também vale lembrar que, o sexo dos bebês foi uma surpresa para o príncipe e sua esposa. Isso porque, tudo foi descoberto no momento do nascimento. "Como vocês sabem, na vida não temos muitas possibilidades de ter surpresas tão agradáveis. Por isso, prefiro não saber o sexo dos bebês antes do nascimento", afirmou Alberto II.

No caso da sucessão da monarquia monegasca, até o momento do nascimento dos gêmeos, o trono iria para Carolina do Mônaco, filha ilegítima de Alberto II. Contudo, com o nascimento das crianças em 2014, a prioridade passou para os filhos legítimos do príncipe Albert II.


Próxima Matéria
avatar Erik Ely
Erik Ely
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest