• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Receita de cerveja do século 12 foi encontrada e está sendo fabricada

POR Bruno Destéfano    EM Curiosidades      29/05/19 às 16h01

Monges na Abadia de Grimbergen são os responsáveis por uma cerveja medieval cuja marca foi adotada por produtores nos anos 50. E, sim, eles retomaram a fermentação do composto depois de redescobrir os ingredientes e métodos originais em seus arquivos. Ou seja, a receita de cerveja do século 12 foi encontrada e está sendo fabricada. Foram necessários mais de 220 anos para que finalmente voltassem a remodelar a fórmula e pô-la em prática. O anúncio foi feito pelo subprior do mosteiro na Bélgica, padre Karel Stautemas, na presença do prefeito de Grimbergen e de 120 jornalistas.

Sem revelar muitos detalhes, Stautemas disse que o desenvolvimento foi o resultado de quatro anos de pesquisa. A principal base de inspiração foi composta pelos métodos dos monges que fabricavam cerveja no mosteiro Norbertine antes de ser incendiada pelos revolucionários franceses no ano de 1798. O espaço fora restabelecido mais tarde, mas a cervejaria e suas fórmulas poderiam ter sido perdidas para sempre.

Alto teor alcoólico

Stautemas admitiu que talvez seja melhor não beber grandes quantidades da cerveja recém-produzida. O motivo? Ela tem pelo menos 10,8% de álcool por volume. Isso é mais do que a metade de teor alcoólico presente em cervejas convencionais. "Um ou dois estão de bom tamanho", disse Chris Selleslagh, prefeito da cidade localizada a 10 quilômetros ao norte de Bruxelas.

A fonte de inspiração para a nova microcervejaria consistiu na descoberta de livros do século XII. Neles, é possível encontrar os métodos de fermentação dos monges originais, especificamente o uso de lúpulo em vez de ervas fermentadas. Isso, inclusive, os deixa à frente de muitos de seus contemporâneos.

Os livros foram armazenados no século 18, quando secretamente removeram-nos antes que o mosteiro fosse incendiada. "Nós tínhamos os livros com as receitas antigas, mas ninguém conseguia lê-los", disse Stautemas. "Era tudo em latim e holandês antigo. Então, nós trouxemos voluntários. Passamos horas folheando os livros e descobrimos listas de ingredientes para cervejas fabricadas em séculos anteriores. Além disso, foi possível averiguar os lúpulos usados, os tipos de barris e garrafas e até mesmo uma lista das cervejas produzidas há séculos."

Releitura

Apenas alguns elementos dos livros estão sendo usados ??pelos monges. "Eu não acho que as pessoas gostariam de experimentar o real sabor da cerveja feita naquela época", disse Stautemas. Marc-Antoine Sochon, o recém-nomeado mestre cervejeiro da Abadia de Grimbergen, disse: "Naquela época, a cerveja comum era um pouco sem gosto. Era como pão líquido". Bom, a receita de cerveja do século 12 foi encontrada e está sendo fabricada, mas com aspectos diferentes.

O produto está sendo feito em parceria com a Carlsberg, que produz a linha de cervejas Grimbergen para a venda em todo o mundo. Alken-Maes, que a comercializa no mercado belga, também participa do processo. Stautemas, que vive com outros 11 monges na abadia, disse: "O que realmente aprendemos foi que os monges continuaram inovando. Eles mudaram a receita a cada 10 anos".

Perguntado sobre a união comercial com grandes cervejeiros, Stautemas foi incisivo. Ele disse que os royalties de todas as cervejas Grimbergen permitem que os monges vivam no mosteiro e façam peregrinações. Além disso, é possível ajudar "aqueles que vêm bater à nossa porta e precisam de ajuda". Grimbergen foi fundada em 1128, mas já incendiou-se pelo menos três vezes, dando-lhe o símbolo de uma legítima fênix.

Próxima Matéria
Via   the guardian  
Bruno Destéfano
Escritor, fotógrafo e jornalista // Deixe que o conhecimento te revolucione de dentro para fora.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+