icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Rover da NASA avista um ''demônio'' de poeira vagando por Marte

POR Bruno Dias EM Curiosidades 02/09/20 às 14h52

capa do post Rover da NASA avista um

Desde que o homem foi à lua, as expedições e explorações do espaço sempre pairaram a humanidade. Os humanos sonham em ir para Marte, praticamente desde quando o planeta foi descoberto. A NASA diz que não deve demorar tanto para enviar uma missão tripulada.

Mesmo com todas as expedições, ainda se sabe muito pouco sobre Marte. Ele é o segundo menor planeta do sistema solar, tendo apenas 10% da massa da Terra. O planeta também tem a montanha mais alta conhecido de todo o sistema solar.

E, se comparado com os outros planetas do sistema solar, Marte pode ter uma atmosfera tênue. O gelo da água pode subir alto para formar nuvens finas, os ventos podem se transformar em tempestades de poeira fora do controle em todo o planeta ou até mesmo criar torres de poeria que se estendem quase no espaço.

Por isso não é uma surpresa total que o rover Curiosity, da NASA, Às vezes veja fenômenos climáticos marcianos. Agora, o rover avistou um redemoinho de poeira girando no chão rochoso da cratera Gale.

Ver em Marte alguns fenômenos climáticos que também conseguimos ver na Terra, não é somente interessante. Isso também pode nos dizer muito a respeito das mudanças atmosféricas sazonais no planeta.

O verão está chegando no hemisfério sul do Planeta Vermelho. Que é onde a cratera de Gale está. E a atmosfera nesse região está esquentando. E da mesma maneira que o aquecimento desigual na atmosfera da Terra gera movimento atmosférico, isso também acontece com a atmosfera de Marte.

"O aquecimento mais forte da superfície tende a produzir convecção e vórtices convectivos mais fortes, que consistem em ventos rápidos chicoteando núcleos de baixa pressão. Se esses vórtices forem fortes o suficiente, eles podem levantar poeira da superfície e se tornar visíveis como 'redemoinhos de poeira' que podemos capturar com nossas câmeras", explicou a cientista atmosférica Claire Newman do blog Aeolis Research.

Redemoinhos

Os redemoinhos de poeira são bem compreendidos. E acontecem do mesmo jeito na Terra e em Marte. Eles se formam melhor nos terrenos relativamente plano e seco quando o ar que está no nível da superfície é mais quente do que o ar que está acima dele.

Então o ar quente da superfície sobe pelo ar mais frio e denso. Isso cria uma corrente ascendente e faz com que o ar mais frio afunde. E se um vento horizontal sopra através dessa circulação vertical o redemoinho é formado.

Os redemoinhos são bem comuns em Marte. E isso só é sabido porque conforme eles se movem pelo solo eles varrem a poeira que está em seu caminho e deixam rastros. Mas vê-los em ação é uma coisa bem rara. Até porque a capacidade de observação que temos disponíveis são limitadas e os redemoinhos tem vida relativamente curta.

O redemoinho de poeira visto foi capturado pela Navcam do Curiosity no Sol 2847. E cobre um período de cinco minutos. E mesmo que ele pareça um fantasma, o fato de que se pode vê-lo tem um significado muito poderoso.

"Frequentemente temos que processar essas imagens, realçando o que mudou entre elas, antes que os redemoinhos de poeira apareçam claramente. Mas esse redemoinho de poeira era tão impressionante que, se você olhar de perto, você pode apenas vê-lo se movendo para a direita, na fronteira entre as encostas mais claras e mais escuras, mesmo nas imagens brutas", disse.


Próxima Matéria
Via   Science alert  
Imagens NASA
avatar Bruno Dias
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest