• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Saiba qual é a arma mais temida da Rússia, segundo a Alemanha

POR Isabela Ferreira    EM Curiosidades      16/01/18 às 17h45

Que a Rússia tem uma das maiores forças bélicas de todo o mundo, não é novidade para ninguém. Há alguns anos, começaram a investir no setor de forma ainda mais pesada. A expectativa era a de aprimorarem suas forças e se tornarem a potência mais expressiva do planeta. No ano de 2016, o presidente Vladimir Putin chegou a fazer declarações afirmando que seu país havia se tornado bem mais potente do que qualquer possível agressor.

Sem dúvida, um dos principais componentes que fazem da Rússia tão poderosa são suas armas hipersônicas. Também conhecidas como mísseis, se caracterizam por superarem a incrível velocidade de Mach 5, que seria o equivalente aos 6 mil km/h. Apenas para que você tenha ideia, armas desse porte são capazes de alterar o equilíbrio estratégico de nosso mundo.

Arma mais temida da Rússia

No período que compreendeu março de 2016, foram iniciados testes do que até então era o mais novo míssil hipersônico russo, o Tsirkon 3M22. De acordo com seu projeto, navios de guerra e modernos submarinos seriam os responsáveis por seu transporte. O objetivo seria portar essas armas para utilizar no ataque a navios inimigos.  Tudo seria feito com a ajuda de dois cruzadores de energia nuclear. Esta, que era uma das mais aguardadas novidades para a marinha russa, conseguiu atingir a surpreendente velocidade de Mach 8, o equivalente a quase 10 mil km/h, com alcance de até 600 quilômetros!

Esses novos mísseis anti-navio podem ser considerados como uma ameaça real à qualquer país do mundo... Até mesmo aos Estados Unidos. Os principais cruzadores nucleares russos, Almirante NakhimovPiotr Veliki passaram por processos de modernização, onde foram planejados para também equipar complexos sistemas antiaéreos. No entanto, o Tsirkon 3M22  ainda é considerado como a principal ameaça. Para que você tenha noção, pouquíssimas informações técnicas foram divulgadas, tudo para manter a segurança da Rússia.

Segundo especialistas da Alemanha, interceptar mísseis de tamanha potência será algo praticamente impossível. Dessa forma, aqueles que sofrerem um ataque não teriam nem mesmo tempo de reação. Como os mísseis se mostraram bastante efetivos durante os testes realizados no fim do ano passado, é apenas uma questão de tempo até que passem por processos de implementação para a marinha russa.

E então pessoal, o que acharam? Compartilhem suas ideias com a gente aí pelos comentários!

Próxima Matéria
Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+