• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Se dragões não existem, por que eles estão em tantas culturas?

POR Cristyele Oliveira    EM Entretenimento      12/09/19 às 18h55

Você nunca viu um dragão, certo? Sim, porque esses "monstros" não existem na vida real. Contudo, você, com certeza, sabe exatamente como eles são. Esses répteis alados evocam um passado misterioso e lendário, e estão tão enraizados, em nosso imaginário, que, às vezes, é como se eles fossem reais. E não restam dúvidas de que os dragões chamam muito mais a atenção, do que muitos animais incríveis que realmente existem.

O fato é que, muito antes de Hollywood fazer dragões em CGI, em filmes como O Senhor dos Anéis ou Como Treinar o Seu Dragão, ou ainda antes de existirem séries como Game of Thrones, esses animais já faziam parte do nosso imaginário. Seja por meio de histórias e lendas, que foram passadas de geração a geração, ilustrações ou pinturas de livros. Tudo isso foi o suficiente, para fazer dos dragões uma lenda viva mais do que real.

Então, surge uma pergunta muito pertinente, que os estudiosos da mitologia ainda procuram responder. Independentemente das variações de linguagem ou cultura, essas criaturas lendárias aparecem, repetidamente, na história dos nossos ancestrais. Então, se dragões não existem, por que eles são presentes em tantas culturas?

Terra de dragões

A China é um país que tem uma longa tradição de histórias de dragões. Lá se vão mais de 5 mil anos de lendas, envolvendo a criatura mitológica. Na cultura chinesa, os dragões simbolizam o domínio imperial e a boa sorte. Não é por acaso que, no zodíaco chinês de 12 anos, os anos de dragão são os mais afortunados. Muito usadas em fantasias, celebrações de ano novo, festivais e tantos outros, essas criaturas continuam sendo um símbolo tão atual na China, quanto foi no passado, há milhares de anos atrás.

Outros países asiáticos, como o Japão e o Vietnã, por exemplo, adaptaram à figura dos dragões dos chineses. A Europa também entrou na onda e criou os dragões medievais. Aqueles monstros fabulosos, muito parecidos com os vistos no folclore dos povos indígenas americanos. Também já foram retratados em culturas ainda mais antigas, como os maias e os astecas.

A Índia e alguns países vizinhos da Ásia também contam com antigas tradições, envolvendo os dragões. Inclusive, aparecendo até na bandeira do Butão, no Himalaia. Expandindo ainda mais as definições dessas criaturas, é possível encontrar dragões, até nas lendas dos Inuit, nas regiões árticas do Canadá.

Como podemos ver, a ideia de dragões está presente na nossa história há muito tempo, e se espalhou pelos quatro cantos do mundo. Mas então, de onde surgiu essa ideia?

Origem do mito

As histórias mesopotâmicas de batalhas de monstros ainda permanecem como o principal candidato, para os primeiros escritos sobre dragões. Na história babilônica, havia um monstro divino serpentino, chamado Tiamat. O mostro teria saído do mar, para ameaçar toda a criação, trazendo de volta todo o caos primitivo. Então, para salvar o seu povo, o jovem herói, Marduk, aceita o desafio e mata o incrível monstro em forma de serpente.

Assim como outras lendas da Mesopotâmia, a Bíblia também contém vestígios dessa batalha épica. O livro de Jó, por exemplo, conta como o Deus de Israel venceu Leviatã, que é um mostro, fruto do cruzamento entre uma baleia e uma cobra.

Variações da história de Tiamat apareceram, diversas vezes, nas tradições do Mediterrâneo e da Europa. Mas, todas essas histórias sempre tinham algo em comum. Todas elas apresentavam um herói salvador, para enfrentar a criatura gigante e perigosa. Em muitas delas, os dragões existem apenas para que o salvador tenha algo para matar e salvar o seu povo.

Também vemos várias batalhas, com monstros serpentes, na mitologia grega. Em uma delas, Zeus usa todos os seus poderes para matar Typhon, uma criatura dragão, com pernas de cobras, que cospem fogo.

A palavra grega drakon traduzida para o inglês nos dá "dragon", que é dragão. Mas, para os gregos, essa palavra parecia significar algo mais parecido com uma grande cobra, por isso, a tradução não é perfeita. Mas, ainda que haja distinções entre a figura dos dragões que temos hoje, essa ideia de monstros serpentinos é o que temos como origem dessas criaturas lendárias.

E você, gosta das histórias envolvendo dragões? Qual a sua favorita? Conta para a gente nos comentários e compartilhe com os seus amigos.

Próxima Matéria
Via   Ati  
Cristyele Oliveira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+