• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Se na vacina de gripe existe o vírus, por que você não fica gripado?

POR Jesus Galvão    EM Ciência e Tecnologia      04/10/19 às 16h12

Entre 2018 e 2019, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, relataram que 45% dos adultos do país tomaram a vacina da gripe. Esta vacina, além de prevenir que as pessoas fiquem doentes, evita milhões de mortes relacionadas à doença todos os anos. Entretanto, as taxas de vacinação ainda são baixas, e os motivos que levam a isso são inúmeros.

Apesar de um aumento de 8%, no período entre 2017 e 2018, o número ainda está muito abaixo da meta do país norte americano, que é vacinar 70% dos adultos. Muitas são as crendices e mitos em relação à vacinação. Um dos mais comuns é dizer que a pessoa, que toma a vacina contra a gripe, acabará tendo a enfermidade.

A verdade é que a vacina pode sim ocasionar alguns efeitos em decorrência de seu corpo estar criando uma imunidade ao vírus da gripe. Entretanto, isso não significa que você esteja gripado. Isso, de acordo com a enfermeira Libby Richards, da Universidade de Purdue, localizada em West Lafayette, Indiana (EUA).

O que muita gente não sabe, é que a gripe é uma doença respiratória infecciosa comum, causada pelo vírus da influenza. No entanto, apesar de ser algo habitual, a gripe pode se tornar uma doença grave. Podendo resultar em internação hospitalar e até mesmo a morte. Só para termos uma noção, de acordo com o portal G1, até 1º de junho deste ano, foram registrados 1560 casos de influenza, com 281 mortes.

A cada ano, o vírus afeta as pessoas de maneira diferente. Algo muito perigoso, e não muito incomum, é uma gripe acabar se tornando uma pneumonia. O que pode ser resultado de seu corpo estar trabalhando muito duro para combater a gripe. Principalmente, entre os mais idosos, crianças pequenas e pessoas imunodeprimidas.

Vírus inativo

Mas você deve estar se perguntando, porque as pessoas ainda insistem em dizer que ficaram gripadas, após tomarem a vacina. Segundo o mestre em infectologia pela USP, Artur Timerman, essa afirmação parte de um desconhecimento geral. "Como é composta por partículas de vírus mortos, não existe nenhuma possibilidade de alguém ficar gripado devido à vacina", afirma Timerman.

O que a vacina faz, em nosso organismo, é provocar uma resposta imunológica em nosso corpo. Assim, nos protegendo contra a doença. Quando consultada sobre a questão, pelo portal VivaBem, a infectologista Adreia Maruzo respondeu: "O que pode acontecer é a pessoa ser alérgica à algum componente da fórmula ou estar incubando a gripe e, coincidentemente, tomar a vacina, manifestando os sintomas depois, que são erroneamente associados à vacina".

É importante lembrar que, apesar de seus benefícios, a vacina contra a gripe pode gerar efeitos colaterais. O mais comum deles é dor e inflamação no local da injeção. Em estudos clínicos, efeitos adversos graves da vacina se mostraram raros. Ainda assim, uma pessoa, após ser vacinada, pode vir a ter sintomas como dores de cabeça, febre, náuseas, tosse, irritação nos olhos e dor muscular. No entanto, eles costumam desaparecer em, no máximo, três dias.

Todos os anos, campanhas de vacinação contra a gripe são realizadas pelo Ministério da Saúde, por todo o país. Ao tomarem a vacina, as pessoas ficam protegidas contra os tipos de influenza mais comuns daquele território. A Organização Mundial de Saúde (OMS) é quem define anualmente as linhagens e tipos de vírus, para o qual devem ser produzidas as vacinas. O Instituto Butantan, em São Paulo, é quem fabrica as vacinas para o Ministério da Saúde.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião. Posteriormente, não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+