icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Segundo estudos, quase metade dos infectados com coronavírus são assintomáticos

POR Diogo Quiareli EM Curiosidades 16/06/20 às 14h44

capa do post Segundo estudos, quase metade dos infectados com coronavírus são assintomáticos

O mundo enfrenta, mais uma vez, uma terrível pandemia que mata milhares de pessoas diariamente. Dessa vez, trata-se da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Os primeiros casos da doença forma identificados em Wuhan, na China. Não demorou muito até que o vírus se espalhasse por todo o país, que é o mais populoso do mundo. O mais preocupante foi que a infestação do vírus começou próximo ao Ano Novo Chinês, evento que atrai turistas de todo o mundo. Logo, o vírus já podia ser identificado em diversos países da Ásia, como Japão e Coreia do Sul, por exemplo.

O vírus se espalhou por vários países, atingindo todos os continentes e então sendo considerado pandemia. A crescente foi rápida e assustadora em alguns países, como a Itália, França, Estados Unidos e Brasil, por exemplo. O primeiro alerta vermelha foi na Itália quando o país começou a registrar mais de mil mortes por dia. Em seguida, os Estados Unidos passou a ser o epicentro mundial, até começar a reduzir os casos de mortes. Atualmente, a situação mais preocupante é do Brasil, pois o país já registra diariamente mais de mil mortos. Apesar de nos preocuparmos com os sintomas, estudiosos afirmam que até 45% dos infectados podem ser assintomáticos.

Até 45% dos infectados com coronavírus podem não apresentar sintomas

Um estudo, publicado no Annals of Internal Medicine, estima que até 45% das infecções pelo coronavírus podem não apresentar sintomas. Esse estudo foi realizado por especialistas do Instituto de Pesquisa Scripps, nos Estados Unidos. Foram utilizadas informações de 16 outras publicações científicas para chegar a essa conclusão.

"A disseminação silenciosa do vírus torna ainda mais difícil o controle [da pandemia]". Essa foi uma afirmação de Eric Topol, um dos pesquisadores. "Nossa análise realmente destaca a importância dos testes. É claro que, com uma taxa assintomática tão alta, precisamos lançar uma rede muito ampla. Caso contrário, o vírus continuará nos escapando", completou. Recentemente, a Organização Mundial da Saúde informou que a transmissão em casos assintomáticos é coisa rara.

A OMS, no entanto, reformulou o comunicado. Noticiou então que as pessoas sem sintomas poderiam sim transmitir o Covid-19, embora ainda não se saiba em que quantidade. De acordo com a pesquisa, esse indivíduos são capazes de transmitir o coronavírus por um longo período. Esse pode ser até mais de 14 dias. Segundo os estudiosos, a carga viral que esses pacientes carregam é tão grande quanto dos casos graves de Covid-19.

A ausência de sintomas não quer dizer que a doença cause menos prejuízos ao organismo. O vírus causa sim grandes danos aos pulmões, mesmo que não fiquem expostos os sintomas. Os autores do estudo recomendam testar a população em vários momentos. De acordo com eles, isso pode ajudar a identificar transmissores silenciosos da doença.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comente então pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Vale lembrar que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.


Próxima Matéria
Via   Revista Galileu  
Imagens G1 Olhar Digital
avatar Diogo Quiareli
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest