• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Segundo novo estudo, o universo é uma esfera fechada

POR Diogo Quiareli    EM Experiências      06/11/19 às 15h33

Você sabe qual é a definição de universo? Segundo estudos antigos e observações, o universo é tudo o que existe fisicamente, a soma do espaço e do tempo e, é claro, as diversas formas de matéria. Quais seriam essas? Bom, os planetas, estrelas, galáxias e também os componentes do espaço intergaláctico. Acreditamos a vida toda que o universo é, na verdade, infinito. Que um corpo pode viajar pela eternidade no espaço e assim nunca encontrará uma borda. No entanto, há quem discorde totalmente disso. Segundo um estudo realizado recentemente, o universo pode sim ter bordas e, mais do que isso, um formato totalmente diferente do que imaginávamos.

Por muitos anos, os mais diversos cientistas consideraram que o nosso universo era plano. No entanto, recentemente foi publicado no periódico científico Nature Astronomy algo diferente. Na verdade, algo que vai totalmente contra as crenças antigas. De acordo com esses estudos, vivemos dentro de uma esfera gigante e fechada. Ainda de acordo com ele, se um corpo vagar pelo espaço, poderá encontrar uma borda, como se fosse uma cúpula. Isso desencadeou uma série de discussões, a respeito dessa imensidão composta por vários corpos.

Crenças do universo

Antes disso, acreditava-se que no vácuo do universo, as partículas que conhecemos como fótons, que transportavam energia das radiações eletromagnéticas. Essas então seguiam uma linha reta. No entanto, agora, como há a possibilidade de o universo ser esférico, os astrônomos acreditam que essas tais partículas vão e voltam. É como se elas ficassem batendo nas paredes do universo e voltando, ou seja, estão assim em constante movimento. Essa nova crença não trata-se de uma teoria elaborada aleatoriamente.

Há um dado, que sustenta esse formato esférico. Esse dado é a existência do fenômeno onde a gravidade curva então o caminho da luz. É o conhecido efeito previsto pela teoria da Lente Gravitacional, proposta por Albert Einstein. Um outro indício é que a gravidade também curva a radiação eletromagnética deixada entre galáxias e estrelas. Sendo assim, a radiação é um resquício do período inicial do universo. Isso seria quando o Big Bang ocorreu, formando então os primeiros átomos neutros. Esses átomos são aqueles que têm a mesma quantidade de cargas positivas e negativas.

A pesquisa

Nessa pesquisa, a conclusão de que o universo é uma esfera aconteceu quando os cientistas notaram a gravidade. Segundo eles, estava curvando bem mais o caminho da luz. Eles então perceberam, por meio de dados do Observatório Espacial Planck, da Agência Espacial Europeia, que havia diferenças de concentração entre a matéria e a energia escura. A matéria escura do universo é uma massa detectável pela força gravitacional. Essa não emite nenhuma luz.

Enquanto isso, a energia escura tem uma pressão negativa, que sempre atua contra a gravidade e que tem acelerado a expansão do universo. Essa expansão acontece há cerca de 5 bilhões de anos. E você, também acredita que o nosso universo é uma esfera com bordas?

O que achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante, afinal, nos ajuda a crescer.

Próxima Matéria
Diogo Quiareli
Geminiano, 25 anos, goiano.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+