• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Sonda da NASA alcança objeto mais distante já analisado pelo homem

POR Toni Nascimento    EM Ciência e Tecnologia      02/01/19 às 16h41

Quando passamos algum tempo no meio do nada, como em uma chácara ou fazenda, nos sentimos pequenos diante do mundo. A imensidão do verde, das serras e do céu, nos faz sentir pequenos. Acontece quando olhamos para o céu noturno, cheio de estrelas. Nessas horas, o espaço mostra toda a sua força e potência. Mas na prática, temos ciência do quanto somos pequenos, quando olhamos para o espaço sideral.

Tudo é muito grande e distante. Nós, apesar de termos alcançado muito conhecimento no espaço, ainda estamos longe do absoluto. Para você ter uma ideia, nós acabamos de alcançar o objeto mais distante já explorado. O feito é da NASA, através da Sonda New Horizons. Aliás, essa é uma ótima forma de começar o ano de 2019.

2014 MU69

O 2014 MU69 é um objeto espacial que fica na Ultima Thule, o lugar mais distante que o homem já chegou que é chamado oficialmente de Cinturão de Kuipera. A Agência Espacial Norte Americana, a NASA, fez uma conferência transmitindo o contato entre a New Horizons e a 2014 MU69. A imagem que você pode ver acima, foi a primeira registrada pela Sonda. Os próximos dias prometem trazer mais imagens do objeto espacial.

Para chegar perto do objeto foram 13 anos de viagem.  Quando vista de um telescópio, esse objeto não passa de um pequeno ponto. Quando analisado mais de perto, com câmeras, detectores e scanners, se torna um novo mundo de possibilidades.

Infelizmente, só conseguiremos analisarmos todos os resultados da Sonda em cerca de 20 meses (2020), tempo previsto para a Sonda conseguir enviar todos os resultados para a terra. Quando essas informações chegarem até a Terra, a Sonda já estará rumo a constelação de Sagitário.

New Horizons da NASA

A New Horizons foi lançada para o espaço em 2006, levando oito anos para se distanciar do sol e se aproximar cada vez mais de Plutão e suas cinco luas. Inclusive, os resultados trouxeram provas de que Plutão não era tão gelada e "morta" quanto se pensava. Descobriram que ele tem uma atmosfera fina e azul, rica em nitrogênio, além de uma intensa atividade geológica.

É curioso que, neste momento, ele está explorando algo descoberto depois do que ele foi lançado. Esse objeto espacial distante e inexplorado não estava nos planos da NASA anteriormente.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta aqui com a gente e compartilha nas suas redes sociais. Para você que ainda se abisma com a imensidão do universo, aquele abraço.

Próxima Matéria
Via   Galileu  
Imagens Space News
Toni Nascimento
Nerd, mas principalmente amante do cinema. Mais em @nascimento_toni
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+