• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Surgiram as primeiras pistas das causas de morte relacionadas a cigarros eletrônicos

POR Jesus Galvão    EM Ciência e Tecnologia      29/09/19 às 15h02

Nos Estados Unidos, muitas pessoas estão sendo atingidas por uma enfermidade pulmonar grave, em decorrência do uso de cigarros eletrônicos e vaporizadores. Estima-se que, cerca de 500 pessoas já foram afetadas no país. Nos estados do Oregon e Indiana, duas mortes já foram confirmadas. De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, muitas podem ser as razões pelas quais os estadunidenses estejam adoecendo pelo uso desses produtos.

Tal afirmação entra em consonância com a posição de outros órgãos sobre o assunto. Por outro lado, profissionais da área de saúde de Nova York sugeriram que um ingrediente, que compõe esses produtos, pode ser o grande vilão. Além do próprio hábito de fumar. Seria ele o óleo de vitamina E. No dia 6 de setembro de 2019, autoridades ligadas ao CDC, durante uma coletiva de imprensa, deram um parecer sobre a situação.

De acordo com um relatório, emitido pelo órgão, há ao menos 450 casos, entre suspeitos e confirmados, espalhados em 33 estados do território norte americano. Somente no estado do Winsconsin foram confirmados 34 casos. Outros 12 se encontram sob investigação. O estado foi o primeiro a relatar alguns dos casos, em julho deste ano.

Hábito perigoso

O estado do Illinois, onde já foram relatados 49 casos entre suspeitos e confirmados, foi o primeiro do país a apontar uma morte sendo a causa o uso de de cigarros eletrônicos ou vapers. Por se tratar de algo novo, a condição ainda não recebeu um nome. Entretanto, o CDC criou algumas diretrizes para guiar diagnósticos médicos e como esses casos devem ser reportados.

Entre alguns dos sintomas estão tosse, fadiga, dificuldade para respirar, mesmo após semanas do uso dos produtos. Outros sintomas relatados foram problemas estomacais, bem como vômito e diarreia. Muitos foram hospitalizados e ficaram internados por semanas. Em alguns casos, as vítimas também apresentaram problemas pulmonares e cardíacos. Em algumas pessoas, exames indicaram casos de pneumonia lipídica, que pode ser causada devido à inalação de óleos.

O CDC fez questão de deixar claro que os casos da doença não estão diretamente ligados a um único produto, marca de cigarro eletrônico/vaporizador ou ingrediente. Entretanto, o uso de produtos falsificados pode estar ajudando a agravar o problema. Além do mais, em muitas amostras de produtos investigadas pelo Departamento de Saúde do Estado de Nova York, os pesquisadores encontraram acetato de vitamina E. Alguns desses produtos haviam sido consumidos pelos pacientes que apresentaram a doença.

Composto

A utilização de vitamina E é muito incomum para produtos com nicotina. Dessa forma, pouco se sabe sobre como esse composto poderia afetar nossos pulmões quando aquecido e inalado. "Se inalada em quantidade suficiente, ela certamente poderia causar problemas respiratórios, talvez até mesmo pneumonia lipídica, uma inflamação pulmonar associada com a inalação de óleos", disse Sven-Eric Jordt, pesquisador da Duke University, ao Gizmodo. "Ela é um antioxidante, e talvez queime e se desintegre quando é aquecida em um cigarro eletrônico, liberando tóxicos".

Também não ficou claro para os pesquisadores porque a vitamina E estaria sendo utilizada nesse tipo de produto. Por outro lado, de acordo com Jordt, a vitamina E é, naturalmente, encontrada na cannabis. Dessa forma, pode acontecer do componente ser encontrado no óleo de cannabis, que muitos vaporizadores utilizam.

A verdade é que ainda existem muitos questionamentos a serem respondidos sobre tudo o que está ocorrendo. Portanto, pode ser que ainda leve algum tempo, até que tenhamos um real noção sobre todos os efeitos desses produtos em nosso organismo e como eles afetam nossa saúde.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião. Posteriormente, não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+