• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Tem mais de 25 e ainda sofre com acne? Esse estudo mostra o motivo

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      30/06/20 às 14h21

A alta incidência de acne sempre foi um problema para os adolescentes. Elas ocorrem com frequência nesse período da vida, por causa das alterações hormonais que estão à flor da pele. Isso faz com que a glândula sebácea produza mais sebo e, consequentemente, as espinhas se formem. O problema é que, ultimamente, esse fator não se restringe apenas aos adolescentes. E alguns adultos também sofrem com esse problema.

Em algum momento, você já deve ter percebido cravos e espinhas em você, mesmo que a maioria diga que elas passam com o tempo. E, para a infelicidade de muitos, isso não é apenas uma impressão.

De acordo com o visto por pesquisadores da Universidade de Paris, o consumo de produtos açucarados e gordurosos, bebidas açucaradas e leite parecem aumentar a incidência de acne nos adultos.

Esse novo estudo associa a chamada dieta ocidental ao aumento de acne nas pessoas que, teoricamente, já não deveriam sofrer com espinhas. Para fazer o estudo, a equipe usou dados de 24 mil participantes. E viu que 50% dos adultos, com mais de 25 anos, em países ocidentais sofrem mais com as espinhas.

Acne

A acne é o resultado do acúmulo de células mortas e sebo que entopem os folículos capilares. Ela e a doença inflamatória crônica de pele mais comum no mundo todo. O rosto é o lugar mais afetado pelos cravos e espinhas, mas eles podem aparecer em qualquer lugar que tenha um grande número de glândulas sebáceas. Como por exemplo soltas, peitos e até mesmo na região íntima.

Por mais que isso pareça ser um problema pequeno, quem sofre com acne pode ficar com uma autoestima baixa e até mesmo com depressão em casos mais graves.

"É relatado que a acne tem as mesmas consequências emocionais, sociais e psicológicas que doenças crônicas como asma, artrose, epilepsia e diabetes", escrevem os autores.

Para o tratamento da acne são usados várias coisas. Desde ácido salicílico, antibióticos, a retinoides. Mas os pesquisadores dizem que talvez a solução esteja no simples fato de mudar a dieta. Fazê-la com menos açúcar, gordura e laticínios.

Mas é importante deixar claro que a dieta não é o único fator que resulta em acne crônica e persistente. Alguns fatores importantes são os desequilíbrios endócrinos e predisposições genéticas. Além do que se expor à poluição, cosméticos e usar tabaco também contribuem para o aparecimento de acnes.

Estudo

Os pesquisadores classificaram os 24 mil participantes em grupos com diferentes idades, índicas de massa corporal, níveis de educação, atividade física e sexual, histórico médico e consumo de cigarro. E todos esses fatores foram relacionados com doze grupos alimentares que incluíam leite, chocolate amargo, cereais refinados, vegetais, carne e bebidas açucaradas.

Os resultados foram bastante claros. Parecia existir uma ligação entre a acne do adulto e o consumo de alimentos gordurosos e açucarados e leite. Coisas que estão presentes na chamada dieta ocidental.

Explicações

As dietas com um alto índice glicêmico aumentam os níveis de fator de crescimento parecido à insulina-1 (IGF-1) e insulina. E isso aumenta os níveis de estresse oxidativo e inflamação.

Esse aumento do IGF-1 estimula a produção de andrógenos, produzindo níveis mais altos de sebo. Que é uma substância oleosa e amarelada que está relacionada à acne. E o leite influencia porque ele aumenta a produção de IGF-1 pelo fígado. E beber o leite tem efeitos parecidos aos de comer uma refeição com um alto índice glicêmico.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+