icone menu


Templo de 3 mil anos foi descoberto em Israel e estudiosos passam a comparar com textos bíblicos

POR Diogo Quiareli    EM História      10/02/20 às 15h37
capa do post Templo de 3 mil anos foi descoberto em Israel e estudiosos passam a comparar com textos bíblicos

exploradores que dedicam suas vidas a descobrir coisas sobre o passado do nosso mundo. Após muitos estudos, acabam decifrando segredos de populações inteira que viveram por aqui. Recentemente, escavações em Tel Motza, à leste de Israel, revelaram a presença de um templo antigo. Esse antigo lugar foi construído no mesmo período em que o Templo de Salomão, também conhecido como Primeiro Templo. De acordo com um estudo publicado no Biblical Archaeology Review Professor, essa descoberta desafia algumas passagens da Bíblia sobre aquela época. Logo a descoberta passou a ser comentada por estudioso do mundo inteiro.

Em 2012, um complexo monumental de templos da Idade do Ferro, foi descoberto em Tel Motza, perto de Jerusalém. Esse complexo é datado do final do século 10 e início do século 9 a.C. O local, identificado como uma cidade bíblia de Moza, fica situado dentro dos limites da antiga tribo Benjamin. Segundo os estudos, serviu como centro administrativo para o armazenamento e distribuição de grãos. No entanto, a primeira escavação acadêmica só ocorreu em 2019. Isso, quando os especialistas focaram em estudar as construções, erguidas uma sobre a outra. Confira conosco mais informações sobre esse lugar encontrado que causou um grande alvoroço entre os estudiosos.

Templo de 3 mil anos descoberto

De acordo com os pesquisadores, eles encontraram vários objetos no sítio arqueológico. Esses indicavam que as construções eram templos religiosos. Isso foi uma grande surpresa. "Poderia realmente existir um templo monumental no coração de Judá, nos arredores de Jerusalém? Jerusalém sabia disso? Se sim, esse outro templo poderia ter sido parte do sistema administrativo judaíta?". Esses foram questionamentos de um dos estudiosos, Shua Kisilevitz.

"A Bíblia detalha as reformas religiosas do rei Ezequias e do rei Josias. Esses consolidaram práticas de adoração ao templo de Salomão, em Jerusalém. Além disso, eliminaram atividades ligadas a cultos além de seus limites", completou. Segundo os especialistas, sua descoberta indica que provavelmente o Primeiro Templo não era o único local de adoração. Isso contradiz os textos bíblicos. "Ficou claro que templos como o de Motza não só poderiam, mas também devem ter existido durante a maior parte da idade do ferro", como foi dito em outra declaração de Kisilevitz.

Os vários artefatos encontrados na cidade de Motza, como estátuas, um altar e uma mesa de oferendas, foram muito importantes. Isso auxiliou os estudos da equipe, indicando também pistas sobre como funcionavam os rituais daquele período. "Apesar das narrativas bíblicas que descrevem as reformas da Ezequia e Josias, havia templos sancionados em Judá. Isso, além do oficial em Jerusalém", disse Oded Lipschits, um dos pesquisadores envolvidos. "Nossas descobertas até agora mudaram fundamentalmente a maneira como entendendo as práticas religiosa dos judaítas". Assim, finalizou a sua compreensão sobre o assunto.

E aí, o que você achou dessa matéria? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Vale sempre lembrar que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento. Aproveite para fazer um tour pelas curiosidades do nosso site.


Ei Fatos, não deixe de conferir:

A câmera das meninas desaparecidas revela fotos arrepiantes e sem explicação

Próxima Matéria
Via   Revista Galileu  
avatar Diogo Quiareli
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.

Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+