• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Toda noiva precisa de 'alguma coisa azul', e essa teve a "coisa" mais especial de todas

POR Ultra Curioso    EM Entretenimento      30/05/17 às 18h28

Existe uma tradição muito antiga que diz que toda noiva deve levar consigo durante o casamento algo velho, novo, emprestado e na cor azul. Esse costume faz referência às relações familiares da noiva e à sua vida antes do tão sonhado 'conto de fadas'. Quando Alison Ferrel, de 30 anos, decidiu se casar em maio desse ano ela tinha em mente seguir a risca essa prática.

Foi então que teve uma ideia incrível e emocionante na hora de entrar com "algo azul". Nesse momento Alison fez questão de fazer com que seu tio Bill Lee Eblen, de 92 anos, fizesse parte. Ele foi fuzileiro naval e entrou vestido o traje naval da época.

A noiva disse que sempre fez parte dos costumes da família ensinar o respeito pelas pessoas que lutaram pela liberdade do país. E foi por isso que ela teve essa ideia.

Ao invés de usar uma joia ou uma flor na cor azul, Alison decidiu incluir seu tio na cerimônia que aconteceu em Cape Girardeau, Missouri (EUA). "Desde o momento em que fiquei noiva, eu sabia que queria incluir meu tio Bill de maneira especial", contou.

"Eu venho de uma família onde nos ensinaram a ter o maior respeito e admiração pelos serviços armados e honrá-lo como 'algo azul' parecia ser a escolha natural", disse a Alison, agora já casada.

Na época do casamento, a noiva conta que seu tio lutava contra uma pneumonia, e fazer o convite foi uma forma de ajudá-lo a se curar mais rápido, pois Bill sentiu a necessidade de se recuperar para poder fazer parte do dia tão especial da sobrinha.

Ele conta que o apoio da família foi essencial no tratamento. "Todas as pessoas ficavam falando que eu precisava melhorar rapidamente", relata. Nas imagens ele aparece sendo empurrado pelo corredor e diz ter se sentido honrado pelo convite.

Segundo Alison, seu tio não tinha mais o uniforme usado durante a Segunda Guerra Mundial, mas um vizinho, que também foi fuzileiro, deu uma "mãozinha". "Um vizinho de meus pais emprestou seu uniforme", contou.

A noiva conta ainda que a família precisou encontrar uma solução rápida para fazer com que o uniforme parecesse com o que Bill usava. "Ele é um sargento, mas o uniforme não era de sargento. Nós colocamos algumas medalhas, mas ele não se importou, pois estava lá por um motivo, e não foi relembrar o passado", disse.

Bill conta que vestir o uniforme trouxe de volta muitas memórias. "Somente vestir esse uniforme trouxe de volta muitas boas lembranças antigas. Isso me atrapalhou", lembra.

"Eu realmente queria destacar aquele dia e dar-lhe algum reconhecimento porque ele definitivamente merece", comentou Alison.

O que achou dessa história? Deixe a sua opinião abaixo nos comentários. Aproveite e compartilhe essa matéria com seus amigos.

Próxima Matéria
Via   Lifebuzz     ABC Action News  
Imagens Lifebuzz
Ultra Curioso
Ultra Curioso o acervo de um dos maiores sites de curiosidades brasileiros.
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+