• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Traje polêmico do Batman ganha versão melhorada nos quadrinhos

POR Gabi Noronha    EM Notícias      16/12/19 às 22h01

Os leitores dificilmente chegam ao meio termo quando o assunto é Jean-Paul Valley. Também conhecido como Azrael, o personagem tem um histórico turbulento, além de ser detentor de alguns dos trajes mais pavorosos da Bat-Família. Um deles, por exemplo, pôde ser visto em A Queda do Morcego (Batman: Knightfall), série do início dos anos 1990. Mesmo assim, algumas pessoas acharam uma boa ideia trazê-lo de volta em Covergence, uma fase "sombria" da DC Comics. Foram feitas algumas mudanças, mas para pior. Nem a decisão de retornar com Azrael foi bem aceita pelo público.

Assim, quando todos acreditaram que o passado não assombraria novamente, eis que ele acena lá do fundo. Azrael está de volta em Batman: Curse of the White Knight e ele não aparece sozinho. A famigerada armadura também reaparece, dessa vez, porém, com melhorias significativas. Na história, Jean-Paul é mais um peão na lista de Amanda Waller. Ela o contratou para eliminar Batman e, assim, assumir seu lugar. Como parte do acordo, Waller mandou fabricar uma armadura especial para Azrael.

O traje da discórdia

O traje é uma referência ao modelo dos anos 90, porém, muito mais aprimorado. A começar pelo próprio visual. O amarelo vibrante que ocupava boa parte do tórax foi substituído por um tom mais opaco e apenas em detalhes da roupa. Restritos a linhas no pescoço, perna, costela, cinto e o símbolo do morcego no peito. De modo geral, o design abandonou o estilo futurístico e adotou uma forma voltada ao período medieval. Muito mais sério e ameaçador que o projeto de anos atrás. A armadura ainda vem acompanhada de garras nos dedos e em parte do antebraço.

O traje veio de Amanda Waller e, como bem sabemos, nada é de graça com ela. No final das contas, a armadura é apenas mais um jeito de ela ter controle sobre suas criações. Azrael é sua responsabilidade, parte do seu projeto, portanto não poderia colocar uma arma em suas mãos sem ter o comando do gatilho. Por fim, o próprio traje de Azrael também merece destaque; o conjunto de ombreiras, capuz e sua poderosa espada lhe concedem um ar muito mais aterrorizante que qualquer versão anterior.

Batman: Curse of the White Knight #5 tem roteiro e arte de Sean Murphy.

Próxima Matéria
Via   CB  
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Para mais aventuras Instagram: @gabinoronhaf Para comentários aleatórios e breves análises Twitter: @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+