icone menu logo logo-fatos-curiosos.png


Uma árvore de 2624 anos foi encontrada e ainda está crecendo

POR Diogo Quiareli EM Curiosidades 13/05/19 às 14h59

capa do post Uma árvore de 2624 anos foi encontrada e ainda está crecendo

Que a natureza é algo incrível, não há dúvidas. Somos sempre surpreendidos com novas descobertas. Essas podem ser de espécies de animais, bactérias, novos lugares e até mesmo árvores. Existem tantos tipos de plantas que os estudiosos são incapazes de dizer um número exato. Uma recente descoberta chocou o mundo e intrigou estudiosos do meio ambiente. Uma árvore está crescendo na Carolina do Norte. A surpresa disso? Essa é uma árvore de 2640 anos de vida. A existência dela é mais antiga do que o cristianismo. A mesma ainda não morreu, ou seja, continua crescendo constantemente. O local onde foi descoberta está recebendo diversos estudiosos que precisam ver de perto.

Segundos um estudo publicado no dia 9 de maio, na revista Environmental Research Communications, os cientistas, estudando anéis de árvores no Pantanal Black River, descobriram uma árvore Cipreste Calvo. Essa, como dissemos, possui 2.624 anos de idade. Isso faz dela uma das árvores mais antigas que se reproduzem sexualmente no mundo. Essas árvores são chamadas de clônicas. Elas são vastas colônicas geneticamente idênticas que conseguem crescer a partir de um único ancestral e podem viver por dezenas de milhares de anos.

Árvore de 2624 anos

Cientistas afirmam que é, de fato, a árvore mais velha do mundo, superando o cristianismo, o império Romano e até mesmo o idioma inglês. Os estudiosos descobriram o antigo cipestre quando estudavam anéis de árvores em um esforço para unir a história climática do leste dos Estados Unidos. Uma pesquisa anterior identificou diversas árvores entre 1.000 e 1.650 anos de idade. O estudo recente relevou que esse tipo de árvore tem uma longevidade ainda maior do que os pesquisadores imaginam. No mesmo pântano, uma árvore de 2.088 anos de idade foi descoberta.

"Por termos escavado e datado apenas 110 cipestres vivos neste local, uma pequena fração de dezenas de milhares de árvores ainda presentes nessas terras úmidas, pode haver diversas outras com mais de 2.000 anos de idade. Elas estariam em um raio de 100 quilômetros", disse um pesquisador que atuou na descoberta. Ainda segundo a pesquisa, confirma-se que essa é a espécie mais antiga das terras úmidas. Torna-se a quinta mais antiga, onde o pinheiro bristlecone lidera com 5.066 anos de idade. Essa pode ser encontrara nas Montanhas Brancas da Califórnia. A existência do pinheiro, embora esteja em propriedade privada, continua ameaçada pela exploração madeireira e por operações agrícolas de biomassa.

"A descoberta das mais antigas árvores vivas conhecidas no leste da América do Norte, que são de fato algumas das mais antigas árvores do mundo, fornece um poderoso incentivo para a conservação privada. Essa envolve a estadual e federal", concluíram os autores do artigo publicado.

E aí, o que você achou dessa grande descoberta? Acredita que ainda possam existir árvores mais antigas do que essas no mundo? Comenta pra gente aí embaixo e aproveite para compartilhar com seus amigos. Vale lembrar que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento. Aproveite para fazer um tour por nosso site e descubra um vasto universo de curiosidades. Você pode utilizar as categorias ao lado ou a barra de pesquisar no canto superior da página.


Próxima Matéria
Via   Livescience  
Imagens Zap Aeiou
avatar Diogo Quiareli
Diogo Quiareli
Geminiano, 26 anos, goiano. Amante de música pop, fã de Katy e Luan.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest