• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Uma das mais famosas guerras da história pode revelar como será o fim de Game of Thrones

POR Ana Monteiro    EM Séries e Sagas      04/09/17 às 18h59

Não é incomum que histórias de fantasia ambientadas num universo medieval tome como inspiração algumas referências históricas. Por exemplo, a questão de existirem casas grandes como os Stark, Lannister, Baratheon e Tyrell e casas menores que se submetem a elas é uma clara referência ao sistema de suserano e vassalo. Mas, George R R Martin se inspirou em uma guerra importante da história da Inglaterra, e a resolução dela pode indicar também que rumo As crônicas de gelo e fogo, e a série Game of Thrones tomará para o seu grande final.

Disputas pelo trono, guerras e casamentos entre grandes famílias como alianças estratégicas não são apenas recursos narrativos dos roteiristas, e para entender como a série da HBO pode terminar, hoje vamos dar uma aula de história sobre a Guerra das Rosas e quais personagens se encaixam em cada parte da história real.

A Guerra das Rosas

O conflito começou por conta do conflito entre Família York, que aqui relacionaremos a Casa Stark, e a Família Lancaster, representando a Casa Lannister. A guerra leva o nome Guerra das Rosas porque o símbolo das famílias eram a rosa branca e a vermelha respectivamente. O conflito começa quando o Rei Eduardo III morre em 1377 após a morte de seu herdeiro, Eduardo (conhecido como o príncipe negro), e o filho do príncipe toma posse do trono durante a infância. Isso é bastante semelhante a Cersei matando os herdeiros de Robert Baratheon para que seu filho se torne rei, não é mesmo?

O fato é que os demais filhos de Eduardo III se sentiam mais dignos de ser rei do que o garoto, e começam a se degladiar em família. Richard II, o jovem rei, foi derrotado por seu primo Enrique Bolingbroke e em seguida morreu na prisão. Bolingbroke se tornou Henry IV da família Lancaster, mas por muitos anos as guerras, mentiras e traições continuaram entre famíliares que se julgavam mais dignos de ocuparem o trono.

E o final?

No momento decisivo da Guerra das Flores, entra em cena Enrique Tudor, que podemos facilmente relacionar a Mãe dos Dragões, Daenerys Targaryen. Durante a Batalha de Bosworth, em 22 de agosto de 1485, ele derrotou Robert III e se tornou Rei da Inglaterra. Para ganhar apoio, ele se casou com Elizabeth da Família York (pois é, esse shipp com Jon Snow é real até na inspiração), que era irmã mais velha de vários príncipes que morreram na guerra unindo as duas casas e dando origem a Rosa Tudor.

Você acredita que a Guerra das Rosas mostra a história de Game of Thrones do início ao fim ou foi só uma inspiração para o início do conflito? E quais as suas expectativas para a próxima (e última) temporada da série da HBO? Deixe sua opinião nos comentários.

Próxima Matéria
Ana Monteiro
Lok'tar ogar! For the Horde! Cresceu com um Mega Drive, um Super Nintendo e muitos desenhos animados. Jornalista, especialista em cinema, violinista, entusiasta de narrativas de fantasia e presença garantida em mesas de RPG. Muito tsunderismo em apenas 1,54 de altura.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+