• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Uma jabuti foi encontrada 30 anos após se perder

POR Arthur Porto    EM Curiosidades      29/01/20 às 16h10

Uma família, natural do Rio de Janeiro, perdeu sua amada jabuti de estimação há trinta anos. Desde de 1982, a família a procurava freneticamente, porém, nunca a encontrou. Quer dizer, até 2013. Em meio a entulhos de equipamentos eletrônicos, a família encontrou o animal.

De acordo com os donos, a jabuti Manuela levava uma vida pacata, assim como todas as outros animais de estimação. Mas ao que parece, Manuela tinha algo diferente. Além de passear pelo jardim e de usufruir de sua comida tranquilamente, a jabuti também gostava de se esconder.

E foi exatamente por isso que, um dia, desapareceu. Ou seja, a jabuti se escondeu tão bem, que os próprios donos acharam que ela tinha desaparecido.

Quando tudo começou

Tudo começou na rua Padre Sabóia de Medeiros, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro. O animal da família Almeida foi reencontrado dentro de uma caixa de som, após ter ficado desaparecida por exatos 30 anos.

A família notou o sumiço de Manuela, no início da década de 1980, durante uma reforma da casa. "Eu achei que ela tinha fugido, porque o pedreiro, que fazia a obra da casa, deixava o portão aberto", disse a dona, Sueli de Almeida. A família, obviamente, monopolizou os vizinhos, porém ninguém a encontrava.

Depois de tanto procurar, a família teve que se acostumar com a saudade que Manuela provocou. Além disso, anos depois, a família teve que lidar com outra perda. No início de 2013, Leonel Almeida, o patriarca da família, morreu.

Em contrapartida, foi devido à triste ocasião que a família conseguiu encontrar o animal. O patriarca tinha mania de acumular objetos e equipamentos eletrônicos. Esse hábito era tão forte e tão arraigado, que os equipamentos chegaram a ocupar um quarto e todo o segundo andar da residência.

"Tudo que ele achasse que dava para consertar na rua, ele pegava. Se achasse uma televisão velha, pensava que no futuro poderia usar alguma peça para consertar uma nova e, assim, foi acumulando as coisas", explica a filha, Lenita de Almeida.

Após a morte de Leonel, o filho, então, decidiu desobstruir a casa. Afinal, o que fazer com tantos objetos? Foi nesse momento, que Manuela apareceu. E sabe onde ela estava? Dentro de um dos sacos de lixo. Inacreditável, né?

A surpresa

"Eu coloquei o saco de lixo no chão e o vizinho só me avisou "vai jogar fora o animal também?". Nesse momento, eu fiquei branco e não acreditei", disse o filho, Leandro.

Quando encontraram a jabuti, a família toda ficou emocionada. Agora, existe uma pergunta que não quer calar. E acredito que você já tenha feito, enquanto lia a matéria. Mas como Manuela conseguiu viver, dentro de um quarto cheio de equipamentos eletrônicos, durante todos esses anos?

O professor e veterinário, Jeferson Pires, explicou ao Fantástico como os répteis são resistentes. "Apesar das situações adversas, eles podem ficar muito tempo sem comer. Mesmo sem ter um dado científico comprovando, eles podem ficar de dois a três anos sem comer. Na natureza, eles comem frutas, folhas, fezes, animais mortos", disse.

A família, vale lembrar, é apaixonada por animais. Perdê-la foi, para eles, um infortúnio. A família Almeida acredita que Manuela conseguiu sobreviver por 30 anos em meio aos entulhos porque se alimentava de cupins no local e, para eles, não há a possibilidade de alguém ter colocado ela dentro do quarto.

Próxima Matéria
Via   G1  
Imagens G1
Arthur Porto
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+