icone menu logo logo-fatos-desconhecidos.png


Veja como é trabalhar no lugar mais silencioso do mundo

POR Ultra Curioso    EM Mundo Afora      21/06/17 às 18h39
capa do post Veja como é trabalhar no lugar mais silencioso do mundo

No Edifício 87, em Redmond, Washington, Estados Unidos, possui uma sala que é considerada a mais silenciosa do mundo. Isso porque os ruídos de fundo do local registraram impressionantes -20.6 decibéis. No lugar, um sussurro humano tem cerca de 30 decibéis, já uma respiração mede em geral 10 decibéis.

A sala foi construída por engenheiros para ajudar no teste de novos produtos e, em 2015 entrou no Guinnes Book, o livro dos recordes, após bater o recorde mundial do silêncio. No local, os ruídos de fundo registram impressionantes -20.6 decibéis. O lugar é tão silencioso que é possível escutar o sangue fluindo dentro do seu corpo e olhos se movendo no globo ocular.

O lugar mais silencioso é conhecido como câmara anecoica, ou seja, sem eco, e foi projetada para além de conter ondas sonaras, para ajudar também em testes de novos produtos. Para construir o espaço foram necessários quase dois anos. A sala fica no centro de seis camadas de concreto, cada uma com 30 centímetros de espessura, que ajudam a bloquear o som externo.

A câmara está sobre um sistema específico de fundação, sem qualquer contato direto com o prédio ao redor. Isso significa que se um avião decolar ao lado do lugar, quem está dentro da câmara escuta pouco mais que um sussurro. A sala possui 6,36 metros quadrados. Além disso, possui seis superfícies que contém espuma isolante. Até o chão foi projetado para evitar ruídos.

Atualmente a empresa Microsoft possui laboratórios no lugar. É é lá que são desenvolvidos produtos como os computadores Surface e o videogame Xbox. LeSalle Munroe trabalha na câmara anecoica e afirma que ficar no local de portas fechadas é uma experiência única. "Quando você para de respirar, ouve seu coração bater e o sangue fluir nas veias. Você não consegue ficar com a porta fechada com frequência", diz ele.

O que construiu o local, Hundraj Gopal, conta que a câmara sem eco é comercializada facilmente, porém, essa em específico, foi projetada de forma especial. "A câmara (anecoica) em si está disponível comercialmente, então qualquer um pode comprá-la. O segredo é o esforço que fizemos para isolar o sistema de sprinkler (contra incêndios), o suprimento especial de ar. Isso torna essa câmara única", explica.

Até 2015 o título de lugar mais silencioso da Terra pertencia aos Laboratórios Orfield, em Minneapolis, também nos EUA, que apresentava -9,4 decibéis em níveis de ruído. Porém, segundo Gopal, inicialmente o projeto não foi criado para ser o mais silencioso do mundo. "Meu objetivo era ter um local com ao menos zero decibéis, que é o menor (nível) que a média dos humanos consegue escutar", conta.

Experiência desconfortável

De acordo com Munroe, geralmente as pessoas que visitam o lugar não costumam se sentir confortáveis com a sala totalmente silenciosa. "Algumas pessoas querem sair depois de apenas alguns segundos (dentro do local). Elas não aguentam. Incomoda quase todo o mundo. Dá para ouvir a pessoa respirando do outro lado da sala, os estômagos se movendo. Uma pequena parcela das pessoas sente tontura", relata.

Mas para Munroe, somente após sair da câmara é possível identificar seu poder. "Quando você abre a porta (e sai), é quase como se uma cachoeira de sons batesse nos ouvidos. É como pisar em um mundo diferente. Você ouve coisas que normalmente não perceberia. Te dá uma nova perspectiva", conta.

Segundo o psicólogo que estuda privação sensorial na Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, Peter Suedfeld, a sensação desconfortável é normal. "Estamos acostumados a todos os sons produzirem um pequeno eco ao nosso redor, e nessas câmaras, só há sons mortos", explica.

A importância do silêncio

Apesar de parecer estranho, Munroe explica que o lugar silencioso ajuda a executar seu trabalho com mais precisão. Isso porque a sua função na empresa é identificar pequenas vibrações produzidas em placas de circuitos eletrônicos quando as correntes são passadas, já que essas vibrações deixam os computadores mais barulhentos.

"Observamos o barulho dos teclados. Conseguir que eles soem de uma determinada forma é algo crítico. Fazemos experimentos com diferentes tipos de materiais para as teclas, tudo para obter a sensação e o som correto do teclado", disse.

E aí, o que você achou dessa sala? Teria coragem de trabalhar em um local como esse? Deixe o seu comentário abaixo.


Próxima Matéria
Via   BBC  
avatar Ultra Curioso
Ultra Curioso
Ultra Curioso o acervo de um dos maiores sites de curiosidades brasileiros.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você!

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Confira nosso Pinterest